Tamanho do texto

Desde os efeitos físicos provocados, até como estimular as áreas erógenas para deixar seu parceiro louco: o guia completo das preliminares

As preliminares são uma das partes mais importantes do sexo . Por isso, aqui vai tudo que você precisa saber, mas que ninguém te conta, para conhecer e curtir ao máximo essa etapa. 

Leia também: Homens contam o que pensam sobre preliminares; confira respostas

As preliminares são uma fase importante e gostosa do sexo, e merecem atenção; saiba tudo sobre essa etapa
shutterstock
As preliminares são uma fase importante e gostosa do sexo, e merecem atenção; saiba tudo sobre essa etapa


“Prolongar o prazer passando por vários estágios alternados de estímulos , lentos e concentrados, e depois passar para movimentos mais intensos e vigorosos, é considerado a essência da arte erótica a ser desenvolvida nas preliminares ”, diz Carlos Kadosh no livro “Performance Sexual - O Poder do Sexo, Como fazer amor e surpreender”.

Essa etapa exerce funções distintas no homem e na mulher, mas, no caso de ambos, elas contribuem para prolongar o ato e deixar as ondas de prazer e os orgasmos mais intensos. “Inclusive, o ideal é deixar o clímax para depois de uma extensa fase de excitação, iniciando com toques e movimentos lentos e concentrados, seguidos de outros mais intensos e vigorosos.”

Na mulher, os estímulos e carícias antes do sexo resultam em mais receptividade e capacidade de entregar-se ao prazer . Enquanto que, no homem, a resposta sexual e a excitação, o que inclui o tempo de ereção, serão maiores e mais duradouras ao concentrar-se no prazer da parceira.

Leia também: Estudo aponta qual é a duração média de uma relação sexual

Nessa hora, vale tudo, desde que combinado entre os dois: sabores, cheiros, fetiches, fantasias sexuais, massagens, toques, loções e outras variações criativas para ampliar as emoções e sensações.

Estímulos de todos os tipos

Conhecer os pontos erógenos e saber como estimulá-los é essencial para tirar o maior proveito possível do momento.

Carlos esclarece: “As regiões centrais do corpo, especialmente a parte interior das coxas, o abdômen, a virilha, os mamilos, nádegas, etc., estão estre as mais sensíveis a toques eróticos”. As costas, por toda a extensão da coluna, são outra região que vale explorar.

Leia também: Preliminares - veja dicas para começar melhor a relação sexual 

Ao começar a experimentar nas diferentes áreas erógenas, não se esqueça de variar de estratégia. Combine toques íntimos com as mãos, com beijos e outras carícias. Não é necessário ir direto para a região genital. Aliás, quanto mais você chegar perto desta área, provocando mas contendo-se para não tocá-la, mais você deixará seu parceiro excitado.

Carlos Kadosh dá as dicas: "Deitada ou sentada, posicione as mãos em formato de concha para fazer efeitos de amassamento (como amassar uma massa de pão), e comece massageando os pés de seu parceiro procurando relaxá-lo com movimentos lentos. Na sequência, vá para a região das pernas e coxas, explorando, especialmente, a região interna. Evite chegar muito rápido à área genital, a qual deve ser explorada com atenção especial. (...) As unhas também podem ser usadas para arranhar de leve e aumentar as sensações".

Efeito fisiológico

Mas você já parou para pensar na reação que as carícias provocam no corpo? “As preliminares prolongadas são importantes para aumentar a liberação de dopamina e oxitocina”, explica o livro.

A dopamina é um neurotransmissor relacionado ao bem-estar e é liberado durante situações agradáveis, como ao fazer exercícios físicos ou transar. Já a oxitocina, conhecida como o hormônio do amor e da felicidade, que também é liberada nos mesmos momentos ou quando nos sentimos bem, é responsável por nos deixar mais confortáveis, confiantes e felizes, ela também promove mais união entre o casal, ajudando a melhorar o orgasmo.

Leia também: Sugestões para aproveitar o banho antes e durante o sexo e ter mais prazer

A serotonina e a endofina também são liberadas quanto mais toques e carícias ocorrem, promovendo bem-estar, alegria e bom humor. “Na verdade, fazer amor pode ser um antídoto natural contra a depressão e o mau humor - e sem efeitos colaterais”, conclui Carlos.

Agora que você já sabe tudo sobre as preliminares e seus benefícios, se dedique a investir tempo nessa etapa junto com seu parceiro para um momento mais gostoso e íntimo entre vocês dois.

    Leia tudo sobre: amor