Uma jovem australiana, de apenas 23 anos, sofre desde os oito com o crescimento sem fim de seus seios. Já são mais de 15 anos com as mamas em desenvolvimento, e, por conta do tamanho, Sheridan Larkman sofre com dores nas costas e ombros  e a incapacidade de fazer determinadas atividades.

Leia também: Mãe compartilha fotos dos seios antes e depois de amamentar 

Por conta do tamanho exagerado dos seios, Sheridan Larkman sofre com problemas de postura e dores nas cosas
GoFundMe/Reprodução
Por conta do tamanho exagerado dos seios, Sheridan Larkman sofre com problemas de postura e dores nas cosas

Em uma tentativa de mudar essa realidade, no início deste mês Sheridan decidiu iniciar uma campanha de financiamento coletivo para conseguir arrecadar o dinheiro que precisa para uma mamoplastia redutora , que será capaz de diminuir o tamanho dos seios .

A australiana já usa sutiã tamanho 60 e tem medo de que as mamas continuem crescendo caso ela não faça a cirurgia. “Eu nunca os pesei, mas acho que estão por volta de 6kg cada.”

Infância

undefined
GoFundMe/ Reprodução

Quando chegou aos 16, Sheridan Larkman entrou para uma lista de espera para uma mamoplastia bancada pelo governo, mas nunca foi chamada

Sheridan conta que o fim da infância e a adolescência foram os períodos mais difíceis por conta do desenvolvimento das mamas . Enquanto as amigas estavam começando a usar tops para se sentirem mais seguras, ela já tinha sua coleção de sutiãs. Mas o pior é que ela precisou enfrentas também comentários cruéis sobre seu corpo.

Você viu?

Leia também: Fotógrafa compartilha foto incrível de parto e é punida no Facebook 

“Eu não sabia como reagir. Eu não sabia se era normal os garotos falarem aquele tipo de coisa e não sabia também se eles estavam tirando sarro da minha cara ou tentando me fazer sentir bem com meu corpo”, conta a australiana. “Frequentemente me sentia nojenta e queria usar roupas que escondessem o meu corpo.”

Quando chegou aos 16, foi em um médico e entrou para uma lista de espera para uma mamoplastia bancada pelo governo. Entretanto, sete anos depois, ela ainda não foi chamada.  E o pior, o tamanho 60 já não está servindo tão bem para a jovem.

Leia também: Americana consegue emagrecer 46kg ao cortar carboidratos e iniciar caminhada

A australiana, que é mãe de duas crianças, já conseguiu mais de US$8,7 mil dos US$10 mil que precisa para a operação. “Por favor, me ajudem a melhorar minha saúde e minha vida e a aproveitar melhor o tempo com minhas filhas, sem restrições”, diz Sheridan.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários