A criança agressiva deve ser acolhida pelos pais
Pexels
A criança agressiva deve ser acolhida pelos pais

É a partir dos primeiros anos de vida que a criança começa a passar por grandes mudanças em seu desenvolvimento, conseguindo vivenciar diversas descobertas e aprendendo a se relacionar com outras pessoas. É durante esse período que aprende a lidar com a raiva e a agressividade, o que pode ser um grande desafio para os pais e para as crianças.

Diversos podem ser os fatores que despertam a agressividade em uma criança, por isso não podemos ignorar os seus sinais. É necessário que ela seja observada em diferentes situações e ambientes, para que assim, possamos diagnosticar o que está causando essas reações agressivas.


De acordo com a educadora parental, Paloma Silveira Baumgart, a dificuldade de se expressar devido ao vocabulário pouco desenvolvido, gerando ineficiência ao se comunicar ou imaturidade do sistema córtex pré-frontal , responsável pelo controle das emoções, podem ser possíveis causas. “As crianças são reflexos do meio em que vivem e das pessoas com quem convivem. Elas replicam nossas atitudes. Não adianta falarmos que nossos filhos são agressivos, se, quando estamos bravos, nossa reação é gritar ou bater”, complementa a especialista.

criança agressiva
Pexels

Os filhos são espelhos dos pais

Mudanças de ambientes, brigas constantes entre os adultos, separação dos pais entre outros fatores, são acontecimentos que também podem alterar as emoções da criança em desenvolvimento. Para Paloma, “ é importante sempre olharmos com muita atenção para nossas crianças, pois na maioria das vezes, um comportamento agressivo está vindo de algo que ela está passando. Seja a ausência de convívio com os pais, algum acontecimento na escola ou reflexo de sua criação, é preciso ter um olhar atento para observar e encontrar essas possíveis causas.”

Agora você pode acompanhar todos os conteúdos do iG Delas pelo nosso canal no Telegram. Clique no link para entrar no grupo .

As relações que fazem parte do dia a dia da criança, principalmente dentro de casa, são de extrema importância para o seu desenvolvimento saudável, uma vez que, elas observam as atitudes vistas em casa e as usam como referência. “ Os filhos são espelhos dos pais. Se os pais demonstrarem agressividade no momento em que estão bravos com seus filhos, isso irá se replicar na criança no momento em que ela sentir raiva”, explica Paloma.

Para que essas atitudes sejam evitadas, é necessário que os pais se atentem a seus filhos. Para a especialista, é preciso dar amor, acolhimento e referência. “Na maioria das vezes, as crianças com traços agressivos estão com ausência de afeto, atenção ou até mesmo de referências. Precisa-se acolher a criança, abraçar e explicar que não batemos, machucamos ou gritamos com as pessoas”, explica.

Siga também o perfil geral do Portal iG .

Além disso, Paloma indica que o afeto e uma boa comunicação podem evitar comportamentos agressivos. “Seja o exemplo dentro de casa. Evite gritar ou ser agressivo no seu dia a dia, não só com as crianças, mas em todas as relações, principalmente na frente deles. E quando a criança estiver nervosa, acolha, ofereça um abraço e quando ela se acalmar, explique a situação e reforce que essa atitude não é permitida nem dentro nem fora de casa. É importante que a criança tenha ajuda de como pode fazer quando estiver nervosa, e caso você perca a paciência, deve pedir desculpas e admitir seu erro sem colocar a culpa em ninguém. Por exemplo, ‘eu fui agressivo porque você me bateu’ e sim ‘desculpa por eu ter gritado. Eu perdi o controle e fiquei nervosa com a situação. Não foi legal a minha atitude, a mamãe também erra e eu queria te pedir desculpas por isso’”, ensina.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários