Já é um fato conhecido que as mulheres fazem mais tarefas domésticas que os homens , algumas inclusive deixam seus trabalhos para poderem se dedicar ao lar. Esse foi o caso da britânica Alexandra Jakeman, que preferiu parar de trabalhar e cuidar dos filhos para não ter que arcar com o alto custo das creches no Reino Unido. Ao fazer isso, ela combinou com o marido Matt que receberia um salário mensal dele. 

mulher segurando dinheiro
Pexels
Mulher recebe salário pelo trabalho que tem cuidando dos filhos

Alexandra e Matt são pais de uma menina de 6 anos e de um menino de 3. Em entrevista ao tabloide The Sun, ela contou que conheceu o marido quando eles trabalhavam juntos em uma empresa de contabilidade, mas deixou o emprego ao engravidar. "Não era financeiramente viável eu voltar a trabalhar, já que as creches são muito caras", explica.

A mãe de dois filhos disse que o acordo inicial era que o marido depositaria 600 libras, 4200 reais, na conta dela todos os meses. Com esse dinheiro, Alexandra pagava seus gastos pessoais, como conta de telefone, academia, dias de lazer e também atividades extracurriculares para as crianças. No começo, ela conta que estranhou essa mudança. "Foi estranho ir de ter o seu próprio salário para ganhar um abono. Até mesmo agora, dois anos depois, eu gostaria de contribuir mais com as contas da casa. Em 2017, nosso filho Henry nasceu e fez ainda mais sentido para mim ficar em casa do que pagar duas creches", disse. 

Atualmente, ela recebe 1 mil libras todo mês, cerca de 7 mil reais, e diz que gostaria de voltar a trabalhar. Alexandra planeja voltar a estudar em breve, já que as crianças estão mais velhas, para com o tempo se reinserir no mercado de trabalho. "Minhas amigas todas trabalham, mas nenhuma delas me critica. Porém, algumas vezes, eu mesma me critico. Eu não me sinto independente e fico envergonhada por isso", conta.

    Veja Também

      Mostrar mais