A britânica Sophie Mei Lan, de 32 anos, amamentou as filhas por um longo tempo e precisou lidar com diversas críticas ao fazer isso em público. Arianna mamou até os quatro anos e Jasmine até os sete. Em entrevista ao ‘The Sun’, a mãe disse que sempre quis amamentar à vontade e se recusou a deixar isso de lado por conta dos outros.

Sophie Mei Lan e as filhas
Reprodução/Instagram
Sophie Mei Lan e as filhas

Sophie contou que Jasmine criou o hábito de mamar no peito antes e depois da escola e não queria quebrar esse vínculo com a filha. “Sempre busquei normalizar a amamentação para poder amamentar em público sem me preocupar com os olhares. Eu me senti mais envergonhada quando as meninas cresceram, mas não é problema meu se as pessoas decidiram sexualizar a amamentação de uma maneira que pareça ‘anormal’, pois é completamente natural.”

A grande dificuldade da britânica foi entender quando deveria parar de amamentar as filhas, hoje com oito e 12 anos. “Só decidi parar no ano passado depois de um difícil rompimento e as meninas agora passam uma parte do tempo com o pai e não conseguem amamentar todos os dias”, revelou a mãe que atualmente está solteira.


O intuito de Sophie é encorajar as mães a amamentarem seus filhos o quanto acharem necessário, mesmo não sendo fácil. A britânica, por exemplo, chegou a ouvir de um estranho que o fato de amamentar suas filhas de quatro e sete anos era um “abuso infantil”.

“Eu sempre falei abertamente sobre a amamentação nas redes sociais e recebi muitos comentários ao longo dos anos”, declarou a mãe que logo acrescentou: “Nesse tempo, a amamentação nos poupou muito dinheiro, sem mencionar o quanto isso ajudou no nosso vínculo. Isso também ajudou maciçamente com minha saúde mental, pois me fez sentir como se estivesse fazendo o melhor trabalho possível para minhas meninas”.

    Veja Também

      Mostrar mais