Uma mãe fez de tudo para acabar com o comportamento ruim do filho na escola britânica The Sittingbourne Community College, onde o menino de 12 anos levava advertências e repreensões constantemente por ser rude com os professores.

Leia também: Auxiliar escolar deita no chão para acalmar aluna com autismo e comove web

mãe assiste aula ao lado do filho para dar uma lição nele
Reprodução/Facebook/Becky Crandley
Becky foi à escola do filho e assistiu uma aula ao lado dele para fazer o menino ter bons modos: "Ele ficou tão vermelho"

Becky Crandley estava cansada de receber queixas do filho, que está no 8º ano, e realizou um "experimento surpresa" para a criança mudar a atitude e passar a se comportar em classe. A mãe decidiu sentar ao lado do menino durante uma aula de matemática para fazê-lo ter bons modos.

"A mudança de comportamento dele começou ano passado. É parte do crescimento, eu acho, mas eu não suporto sua grosseria e desrespeito ", conta Becky ao portal Kent Live . "Recebi uma ligação após a outra sobre o mau comportamento dele. Ele teve inúmeras detenções e isolamentos, mas nada pareceu incomodá-lo", afirma ela.

Becky pontua que sempre ameaçava ir à escola e assistir uma aula caso o filho não agisse com bons modos, mas ele nunca acreditou e "sempre ria". A gota d'água das atitudes ruins do menino ocorreu quando a professora de matemática enviou um e-mail à mãe.

Leia também: Mãe se veste de unicórnio para surpreender a filha e reação dela é pura fofura

"A professora dele falou sobre um incidente, eu disse a ela que iria participar da aula junto com ele", diz a mulher. Para isso, ela entrou em contato com a escola, que não se opôs. "Ele [filho] não tinha ideia e ficou muito envergonhado. Fui apresentada como mãe dele", relembra.

Por meio de sua página no Facebook, a mulher destacou que sempre foi tranquila e carinhosa com os filhos, mas também é firme e se esforça para ensiná-los da melhor maneira. "Uma coisa que não vou tolerar é o desrespeito, e o [filho] mais velho foi rude com as professoras na escola", dizia o texto.

Leia também: Escola deixa menina de 12 anos isolada por usar "saia muito curta" e revolta mãe

A mãe espera que o constrangimento ajude o menino a se comportar melhor. "Se ao menos eu conseguisse uma foto do rosto dele quando entrei e me sentei ao lado dele... Ele ficou tão vermelho que não há nada com o que eu possa comparar", finaliza.

    Veja Também

      Mostrar mais