O casal Gemma e John Chalmer, da cidade escocesa de Aberdeen, não mediu esforços para dar uma irmãzinha ao seu primeiro filho, Kayle. Mesmo com dificuldades para engravidar, a dupla investiu em fertilizações in vitro (FIV). Para conseguir o valor necessário - 25 mil libras esterlinas, equivalente a cerca de R$130 mil - eles venderam um apartamento e a própria empresa.

familia olha para a camera
Reprodução/Daily Mail
Casal investiu mais de 25 mil libras esterlinas em fertilizações

Leia mais: Como planejar uma gravidez? Veja 6 dicas para planejar uma gravidez

De acordo com o portal Daily Mail, Gemma e John viveram cinco anos de tentativas até a chegada de Kayle, há quatro anos. A família, porém, ainda não estava completa até a notícia de Lilly, a irmãzinha recém-chegada. 

O segundo filho estava nos  planos do casal desde o início, mas após a primeira tentativa de dar um irmão para o mais velho, Gemma sofreu um gravidez ectópica, o que demandou a remoção de uma de suas trompas de falópio. 

“Nós estávamos desesperados para dar um irmão ou irmã para Kayle. Ele se dava muito bem com os priminhos da mesma idade e nós sabíamos que seria incrível com outro filho nosso”, disse Gemma. Após o problema, que excluiu as possibilidades de uma gravidez natural, o casal decidiu que era o momento de considerar a fertilização in vitro

Eles estavam cientes de que deveriam fazer alguns sacrifícios para tentar o procedimento, que custa de 2 a 3 mil libras esterlinas por ciclo. “Eu gastaria até o meu último centavo para engravidar de novo. Era a minha família dos sonhos”, disse a mãe.

Leia mais: Orgasmo feminino pode ajudar a ficar grávida, diz pesquisa

Para custear os procedimentos, a empresa de decoração na qual o casal trabalhava foi vendida por 8 mil libras esterlinas (cerca de R$41,6 mil) e o apartamento por mais 20 mil libras. 

Ela ainda conta que o casal foi muito criticado por todo o investimento, mas isso trouxe ainda mais determinação para que o não desistissem. “As pessoas sempre me aconselharam a seguir em frente e aproveitar o meu filho, desistir de fertilizações , mas eu tinha um objetivo”, conta.


    Veja Também

      Mostrar mais