Tamanho do texto

"Estou muito feliz por poder ouvir seu coração e saber que ele está vivendo sua vida nela agora", declara a mulher, que perdeu seu filho há um ano

Em agosto de 2018, o filho de dois anos de Brooke Eaton, Cazmirr 'Cash' Landers, morreu após se afogar ao cair em uma piscina. A mulher, que vive em Illinois, nos Estados Unidos, decidiu doar os órgãos do menino e ajudar a salvar vidas. Um ano depois, ela viveu um momento emocionante.

Leia também: Mãe leva bebê para balada, fica bêbada e mata filho ao dormir sobre ele

mãe ouve coração do filho arrow-options
Reprodução/Facebook/University of Minnesota Masonic Children's Hospital
Mãe decide doar órgãos do filho e fica emocionada em ouvir seu coração bater em outra criança, que passou pela cirurgia

O coração de Cash foi doado para a pequena Lola Bond, que nasceu com cardiopatia congênita, que afeta a estrutura do órgão. Recentemente, os avós da menina, que são seus guardiões legais, permitiram que Brooke escutasse o coração do filho bater novamente dentro da criança que passou pelo procedimento cirúrgico. 

A cirurgia foi realizada em setembro do ano passado, no Hospital Infantil Maçônico da Universidade de Minnesota, quando Lola tinha apenas cinco meses de vida, de acordo com a CNN . De acordo com sua família, a menina está bem, mas continuará tomando remédios pelo resto de sua vida e pode precisar de outro transplante de coração no futuro.

Leia também: Gestante faz publicação emocionante para falar sobre colocar o filho para adoção

As famílias de Lola e Cash começaram a se comunicar e decidiram se encontrar. Assim, Eaton foi para Minnesota com sua filha, Cierra, de quatro anos. A avó de Lola, Margaret Bond Vorel, disse que estava animada para o encontro , mas também nervosa. Ao blog do hospital, Eaton conta que, a partir do momento em que ela conheceu eles, ela ficou emocionada. 

Vídeo emociona

“Entrei no quarto e imediatamente desabei e chorei”, diz a mãe de Cash. “Assim que a vi [Lola], me apaixonei por ela. Ela é preciosa”, diz. Eaton, então, colocou um estetoscópio, colocou o equipamento no peitoral da menina e escutou o coração do filho bater novamente. 

“Estou muito feliz por poder ouvir seu coração e saber que ele está vivendo sua vida nela agora”, completa. Uma gravação em MP3 foi feita para que Eaton pudesse ouvir os batimentos cardíacos em seu celular sempre que desejasse. “É o som mais bonito de todos os tempos”, destaca. 

Leia também: Mãe com tumor cerebral vai escrever cartões para filho se lembrar dela

As duas famílias vivem distantes, mas planejam manter contato e fazer visitas no futuro. “De agora em diante, Lola é tão nossa quanto dela. Saber que existe outra família por aí que a ama tanto quanto nós é incrível. A história de Cash pode continuar com a jornada de Lola”, finaliza Margaret.