Tamanho do texto

A mãe tem 4 filhos com tons de pele opostos e diz que é sempre questionada se as crianças são adotadas: “É incrível o que me perguntam”, conta ela

Quando Sarah Jones deu à luz aos gêmeos Malachi e Malasya ela não esperava que eles seriam tão diferentes um do outro em aspectos físicos. As características são tão distintas, que faz com que as pessoas questionem se eles são irmãos de verdade ou adotados.

Leia também: Gêmeas são flagradas "brigando" dentro do útero em ultrassom

gêmeos diferentes
Reprodução/Instagram/@chi_aysia_jones
Malachi e Malasya, filhos de Sarah Jones, têm tons de pele diferentes, apesar de serem gêmeos e chamam atenção


Malachi tem pele e olhos escuros, enquanto a irmã, Malasya, tem pele de cor mais clara, olhos azulados e cabelos loiros. Apesar de ser incomum, este caso envolvendo gêmeos  diferentes não é inédito.

O fenômeno, inclusive, frequente na família de Sarah. Sua filha de 6 anos é morena e tem pele escura, e a de 2 anos tem pele clara. “Todos os meus quatro filhos são totalmente opostos, mas melhores amigos”, diz ela ao portal Love What Matters .

Sarah, que é de Oklahoma, nos Estados Unidos, revelou ao site que é constantemente questionada se os filhos realmente são biológicos ou se foram adotados por conta da cor da pele e dos olhos. “’Eles são gêmeos?’ ‘Eles têm o mesmo pai?’ É incrível o que me perguntam”, conta a mãe.

Leia também: Mulher de 39 anos com ovários maiores que o normal já deu à luz 44 filhos

O que define a cor da pele?

gêmeos diferentes
Reprodução/Instagram/@chi_aysia_jones
Esse fenômeno é mais comum, principalmente, em gêmeos. Geneticista explica o que pode influenciar a cor de pele


Ao jornal britânico BBC , Jim Wilson, geneticista da Universidade de Edimburgo, na Escócia, afirmou: “Nossa cor da pele é determinada por um número de variantes genéticas – pelo menos 20 variantes, eu diria. Provavelmente, muito mais do que isso”, relata.

Ele comenta que algumas dessas variantes são conhecidas, outras não. “Em cada um desses genes que estão influenciando a cor da nossa pele, tende a haver duas ou mais variantes. Uma delas produz um tom de pele mais escuro e uma delas produz um tom de pele mais claro”, explica o geneticista.

“Eu penso nisso como um baralho de cartas. Imagine que você está no cassino e recebeu uma mão de cartas. Algumas serão pretas e algumas vermelhas”, finaliza ele.

Leia também: "É matar um leão por dia": mães relatam suas diversas formas de maternar

Sarah é mãe solo e teve um parto complicado depois de sofrer dois abortos espontâneos. Embora a rotina de cuidar dos gêmeos e das demais crianças seja difícil, ela salienta que a vinda deles mudou sua vida: “[É uma] bênção e uma experiência maravilhosa”.