Tamanho do texto

O casal britânico encontrou uma barriga de aluguel no Canadá e fez o processo de fertilização in vitro em Los Angeles, nos Estados Unidos

Calder e Alexandra Berney-Edwards são irmãos gêmeos , porém, o caso deles é uma exceção. Apesar de serem irmãos e filhos da mesma mãe, os bebês tem pais diferentes: Simon e Graeme, um casal gay britânico.

Irmãos gêmeos foram concebidos a partir da fertilização in vitro e tem dois pais biológicos diferentes
Reprodução/Facebook
Irmãos gêmeos foram concebidos a partir da fertilização in vitro e tem dois pais biológicos diferentes

O casal sonhava em ter filhos e recorreu a uma barriga de aluguel e ao processo de fertilização in vitro. Como na Inglaterra o procedimento não é permitido, eles viajaram até o Canadá para contar com a ajuda de Meg, que aceitou ceder seu útero para gerar os irmãos gêmeos .

 "Meg fez um grande trabalho. Ela ficou grávida de dois meninos ao mesmo tempo. Graças à fertilização conseguimos realizar o nosso sonho", fala Simon, de 43 anos, em entrevista ao "Daily Mail" . "Graeme e eu sempre quisemos uma família, e agora temos filhos adoráveis. Eles são considerados como gêmeos, embora tenham pais biológicos diferentes", acrescentou ele.

Do procedimento ao nascimento dos irmãos gêmeos

O processo de fertilização in vitro para gerar os irmãos gêmeos foi feito em Los Angeles, Nos Estados Unidos
Reprodução/Facebook
O processo de fertilização in vitro para gerar os irmãos gêmeos foi feito em Los Angeles, Nos Estados Unidos

O casal escolheu um doador anônimo de óvulos e foi para uma clínica de fertilidade com Meg em Los Angeles, nos Estados Unidos, para fertilizar os embriões. “Não conseguimos decidir quem seria o pai biológico. Graeme disse que deveria ser eu, mas eu disse que ele estava tão pronto quanto eu para isso”, lembra Simon.

No entanto, eles foram surpreendidos com a notícia do médico que informou ao casal que, na verdade, os dois poderiam ser pais. De acordo com o médico, metade dos embriões poderia ser fertilizada com o esperma de Simon e a outra metade com o esperma de Graeme. “É realmente incrível que conseguimos ambos ser pais biológicos”

Para encontrar Meg, o casal anunciou o caso em um site de barriga de aluguel . A mulher viu o anúncio e conta que simpatizou com a história dos britânicos. "Achei que eles tinham sorrisos maravilhosos. Eu tinha me separado havia pouco tempo do meu parceiro e queria ser mãe novamente", fala.

Graeme conta que após o processo de fertilização in vitro , eles mantiveram o contato com Meg regularmente e ela atualizava o casal sobre o andamento da gravidez. "Fomos até o Canadá para a ultrassonografia de 19 semanas. Colocamos as mãos sobre a barriga de Meg e sentimos nossos bebês darem chutes. Foi um momento mágico", conta.

A gestação correu bem e saudável, tanto para os irmãos gêmeos quanto para Meg. Após os nove meses de gravidez, ela deu à luz os bebês que hoje tem pouco mais de dois anos de idade e vivem com Simon e Graeme em Londres.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.