Tamanho do texto

Cerimônia foi ideia de familiares e enfermeiros, que ficaram surpresos ao ver Cullen saudável, pesando três quilos, após cinco meses internado

Cullen Potter nasceu pesando menos de 400 gramas, no Alabama, Estados Unidos. A mãe do bebê, Molli, deu à luz com apenas 22 semanas de gravidez e ficou preocupadíssima quando soube que o prematuro dificilmente sobreviveria. A equipe médica, no entanto, fez o possível para salvar a vida do garotinho e o deixou na UTI por cinco meses para que ele ganhasse peso.

Leia também: Livre do câncer de mama, mulher exibe cicatriz ao amamentar o filho e viraliza

A roupa usada pelo bebê prematuro foi comprada em uma loja de brinquedos, de acordo com a mãe
Reprodução/Facebook
A roupa usada pelo bebê prematuro foi comprada em uma loja de brinquedos, de acordo com a mãe


Para a surpresa de muitos, Cullen está saudável, com três quilos, e recebeu alta no fim de semana passado. Emocionada, a família de Molli pensou em fazer uma comemoração especial e se juntou com a equipe do hospital para realizar uma espécie de “formatura” do prematuro .

Leia também: Ensaio fotográfico mostra como é difícil ser mãe de crianças pequenas


Em uma loja de brinquedos, a mãe do pequeno comprou uma beca, usada nas colações de grau, e uma das enfermeiras cuidou da trilha sonora da “cerimônia”. No vídeo, compartilhado no Twitter oficial do hospital, uma médica aparece desfilando com o garotinho pelos corredores da unidade, enquanto familiares e outros pacientes acompanham o momento com muita alegria.

Pais do prematuro agradeceram o apoio do hospital

O prematuro ficou conhecido após hospital fazer cerimônia de
Reprodução/Facebook
O prematuro ficou conhecido após hospital fazer cerimônia de "formatura" para celebrar alta da UTI


Em pouco tempo, o post que mostra a saída de Cullen do hospital viralizou nas redes sociais. No facebook, Robert chegou a dizer que o garoto só está vivo porque a equipe médica que o tratou não desistiu do caso e, a partir de agora, todos os funcionários da unidade fazem parte da família do pequeno.

 Em outra publicação, a família do bebê agradeceu as mensagens carinhosas no post viral e afirmou que a ideia é fazer com que a história de Cullen seja contada aos quatro cantos. “Queremos mostrar que a esperança deve existir e todos merecem uma chance”, afirma o pai. Dois dias após a alta do filho, inclusive, o homem publicou um texto emocionante sobre a fase que está vivendo e disse que pretende ajudar outras famílias.

Leia também: Bebê se desenvolve fora do útero e gravidez ectópica tem final feliz na Sibéria

“Eu não posso viver o resto da minha vida sabendo que temos esse presente precioso e o conhecimento de tudo o que pode ser feito com um prematuro e, mesmo assim, não passar essa informação adiante”, escreveu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.