Tamanho do texto

Mulher listou dicas para quem não falam sobre o assunto com os pais, mas teve seu post apagado por violar as regras do Facebook: "Isso é um absurdo"

A australiana Constance Hall já está acostumada a se envolver em polêmicas. Desta vez, a mãe de cinco crianças chamou a atenção ao se revoltar com o dono do Facebook, Mark Zuckerberg. Em um post do Instagram, ela contou que tudo começou quando fez um texto sobre educação sexual para jovens, na melhor das intenções, e o post foi removido.

Leia também: Confira 6 dicas para tornar a sua primeira vez no sexo incrível

Autora do post polêmico, sobre educação sexual, Constance Hall  está revoltada com a remoção do conteúdo na web
Reprodução/Instagram
Autora do post polêmico, sobre educação sexual, Constance Hall está revoltada com a remoção do conteúdo na web


“O Facebook acaba de apagar meu post, sobre educação sexual para jovens, alegando que o texto violava os padrões da comunidade. Isso é inacreditável”, disparou ela. No texto removido, Hall listou dicas para adolescentes que não têm liberdade para falar sobre o assunto com os pais e chegou a incentivar as garotas a se masturbarem mais. 

“Meninas, podem se masturbar. Todos fazem isso. Se vocês conseguirem ao menos cinco minutos sozinhas, façam. Essa é a única coisa, na face da Terra, que os homens sabem falar mais do que a gente”, orientou. Na sequência, a mãe das cinco crianças chegou a dizer que os jovens devem aprender onde fica o clitóris, antes de fazerem sexo, e que isso pode ser resolvido com pesquisas básicas no Google e YouTube. 

“Não há motivos para você tocar em uma vagina se você não souber onde fica o clitóris”, afirma ela, que pediu para as meninas nunca fingirem um orgasmo e não se importarem com o cheiro e o gosto de suas vaginas, pois são essas características que as fazem mulheres. “Vocês também não devem achar que precisam ir até o fim, se não quiserem transar”, alertou. 

Para os meninos, Hall lembrou que o  tamanho do pênis não é o mais importante durante a relação sexual, e chegou a dizer que a forma como eles tratam a garota, no momento, é o que vai fazer a transa ser mais ou menos prazerosa. “Sexo é para ser divertido, parem de levar isso tão a sério. Algumas posições não funcionam, barulhos estranhos acontecem, vaginas secam e pênis ficam moles. Tudo isso pode acontecer e não tem o menor problema”, garante. 

Repercussão de post sobre educação sexual surpreendeu 

Constance aproveitou o momento polêmico para divulgar seu livro, que também fala sobre a educação sexual
Reprodução/Facebook
Constance aproveitou o momento polêmico para divulgar seu livro, que também fala sobre a educação sexual


Constance Hall afirma que não imaginava que seu post faria tanto sucesso, mesmo depois de ter sido removido pelo Facebook, e isso é o que a deixa mais chateada. Para ela, as dicas não foram ofensivas ou pesadas, e a publicação poderia muito bem continuar no ar para ajudar outros jovens a tirarem suas dúvidas de uma forma simples e correta. 

Leia também: Por que esperei até depois dos 50 anos para perder a virgindade

“Muitos me enviaram mensagens agradecendo pelo texto e eu fico muito feliz, mesmo que a mídia tenha tirado o que eu disse do contexto”, diz a mãe. Hall aproveitou para dizer aos garotos e outras mulheres que gostaram do seu post, que podem comprar o livro dela para se informarem mais e garantiu que tudo o que escreveu sobre educação sexual , na internet, é o que ela diria para seus filhos sem o menor problema.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.