Tamanho do texto

A cinta gestacional serve para dar suporte à barriga, aliviando desconfortos durante a gestação; seu uso é optativo e começa nos cinco meses de gravidez

Grávida de cinco meses de sua primeira filha, a  apresentadora Sabrina Sato postou no Instagram uma foto usando uma cinta gestacional, despertando a curiosidade de muitas mulheres que, nos comentários, perguntaram para que o acessório serve e quais são suas vantagens.

Sabrina Sato, aos cinco meses de gravidez, apareceu usando a cinta gestacional
Reprodução
Sabrina Sato, aos cinco meses de gravidez, apareceu usando a cinta gestacional


A cinta gestacional tem como finalidade dar suporte à coluna e pélvis da mulher, sustentando a barriga que, principalmente a partir dos cinco meses, começa a pesar bastante. É o que explica a ginecologista e obstetra Kelly Alessandra Tavares.

“O que acontece é que, conforme a gestação vai avançando, a barriga vai pesando e a mulher pode sentir dores na lombar, no osso da bacia e às vezes até na lateral da barriga, porque os ligamentos que prendem o útero ao abdômen vão se esticando. A cinta segura essa barriga que está crescendo." 


A obstetra afirma que o momento ideal para começar a usar a cinta é a partir dos cinco meses, quando de fato a barriga começa a pesar, como é o caso de Sabrina Sato que, junto do companheiro, Duda Nagle, ainda não definiu o nome da pequena.

A médica, contudo, ressalta que a cinta não é obrigatória para todas as gestantes e que ela só é recomendada para as que estiverem sentindo dores. “A verdade é que a maioria das mulheres acaba não usando, porque não são todas que sentem dor. Mas para as que sentem, é muito bom, sim”. Além disso, de acordo com Kelly, outra vantagem do acessório é que não é necessário comprar vários dele ao longo da gravidez , pois ele vai se esticando e se adaptando ao corpo da mulher.

Outras maneiras de aliviar dores além da cinta gestacional

A cinta gestacional serve para dar suporte à barriga da gestante, aliviando dores e desconfortos
shutterstock
A cinta gestacional serve para dar suporte à barriga da gestante, aliviando dores e desconfortos


Para quem não quer comprar a cinta ou já quer começar a prevenir possíveis dores desde o início da gestação, a principal dica de Kelly é evitar engordar em excesso. “Eu não consigo dizer uma média de quilos que a mulher pode engordar porque tudo depende do tipo físico e massa corporal dela. Uma mulher magrinha pode engordar até 18 quilos. Uma mais gordinha, no máximo seis”, defende.

Ela também menciona os benefícios dos exercícios físicos como forma de aliviar dores e desconfortos sem ser necessário recorrer à cinta gestacional : “fazer hidroginástica, pilates, ioga, natação e até a própria musculação, mas, claro, sempre com supervisão e orientação profissional”.

    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.