Tamanho do texto

Em desabafo na internet, a escritora Toni Hammer alertou outras mães ao contar que não tinha mais ânimo para fazer nada, apenas cuidar dos filhos

Toni Hammer é dona de uma página com mais de 40 mil curtidas no Facebook. Lá, a escritora publica vários textos sobre a sua relação com os filhos e vira e mexe viraliza com mensagens positivas. Recentemente, porém, o post que mais tem repercutido fala sobre depressão.

Leia também: Mulher conta que superou doença após iniciar atividade física

A escritora, que revelou ter depressão, viralizou no ano passado ao fazer um texto para a filha que ia iniciar na escola
Reprodução/Facebook
A escritora, que revelou ter depressão, viralizou no ano passado ao fazer um texto para a filha que ia iniciar na escola


No texto, Hammer conta que percebeu que precisava de ajuda quando começou a notar que estava vivendo apenas para os filhos. Quando as crianças dormiam, ela diz que também deitava e não fazia mais nada para ela porque não tinha ânimo. Antes disso, a mãe revelou que já havia sido diagnosticada com depressão , mas achou que estava só em uma fase ruim.

“O problema dessa doença é que você nem percebe que tem até o nevoeiro se dissipar”, afirma a mulher, que contou no post que depois de perceber que estava chorando demais, resolveu ligar para seu médico, mesmo tendo dito anteriormente que nunca mais voltaria a tomar remédios por conta disso, já que tinha apresentado melhora após mudar alguns hábitos.

Ela mudou de opinião

Para Toni, esse esgotamento causado pelo distúrbio tinha a ver com a “falta de Deus”, já que depois que voltou a frequentar a igreja ficou melhor. “Aos poucos, percebi que a novidade se tornou rotina e a adrenalina não existia mais”, explica, reconhecendo que mudou de ideia.

Leia também: Com TOC, mãe lava brinquedos do filho várias vezes e é criticada

Na publicação que viralizou, Toni compartilhou a foto dos remédios que voltou a tomar para conseguir lidar com a doença
Reprodução/Facebook
Na publicação que viralizou, Toni compartilhou a foto dos remédios que voltou a tomar para conseguir lidar com a doença


Em crise, cansada de tudo, Hammer disse no post que também pensou na possibilidade de estar doente por causa da maternidade, que exigia muito dela dia após dia. Antes de procurar um psicólogo, a escritora conta que fez exames e descobriu que não havia nada de errado com o seu físico: o médico, segundo ela, apenas a alertou sobre a importância da vitamina D.

Leia também: Beijo de filha em mãe com câncer dias antes dela morrer emociona e repercute

“Eu não tinha mais vontade de sair de casa para correr atrás dos grandes sonhos da minha vida”, revela a mulher, que entendeu que ser mãe não é o motivo de sua doença, mas querer viver apenas para isso pode ser um dos sintomas. "A minha depressão não é temporária. É por isso que eu preciso dos medicamentos. Ela é uma parte de mim, não é algo que alguns dias de sol e spa possam consertar e isso não significa que eu falhei em ser normal”, completa.