Tamanho do texto

Filhos mais novos desta australiana têm 4 meses, 1 e 2 anos e ainda mamam no peito. “Eles vão desmamar quando estiverem prontos", afirma a mãe

A amamentação prolongada é um tema que vem ganhando cada vez mais destaque quando o assunto é maternidade . Enquanto algumas pessoas criticam a prática, mães defendem sobre a importância de amamentar de acordo com a demanda da criança. Esse é o caso da australiana Alicia Dixon, de 35 anos, que tem seis filhos e continua amamentando os três mais novos – um de três anos, outro de dois e um de quatro meses.

Leia também: Mães compartilham relatos sobre aleitamento materno

Mãe australiana pretende continuar com alimentação prolongada e compartilhada até os filhos decidirem parar
Reprodução
Mãe australiana pretende continuar com alimentação prolongada e compartilhada até os filhos decidirem parar

Em entrevista ao site “Daily Mail”, a australiana diz que não pretende parar de amamentar até que essa seja a vontade das crianças. “Eles vão desmamar quando estiverem prontos", afirma. Ela conta que sempre pesquisou sobre a amamentação em conjunto e estava interessada em tentar.

Tripla amamentação

Alicia fala que antes do nascimento do filho do meio, o mais velho já estava passando pelo desmame. No entanto, quando viu o irmão mamando, também sentiu vontade e a mãe permitiu. “Eu não queria que ele se sentisse deslocado pelo bebê novo, então, no começo eu alimentava os dois cerca de seis vezes por dia”, conta.

Leia também: Mãe fala sobre luta durante aleitamento e desabafo viraliza

A australiana também fala que amamentar as duas crianças ao mesmo tempo fez com que o seu fluxo de leite aumentasse. Essa experiência foi tão positiva que quando ela ficou grávida do filho mais novo decidiu que alimentaria os três ao mesmo tempo. Ela conta que em alguns momentos é preciso tirar o leite e colocar em uma mamadeira para o mais velho.

Durante essa trajetória, Alicia encontrou outras mães que também estão experimentando a amamentação compartilhada. “Pode não ser algo divulgado, mas muitas mulheres estão fazendo isso”, diz. Ela acredita que muitas mães ainda não falam abertamente sobre isso porque tem medo de serem criticadas pela prática.

Leia também: Até quando amamentar? Fotógrafa faz vídeo e fala sobre amamentar até os 7 anos

Ao ser questionada sobre possíveis críticas, Alicia diz que nunca ouviu nenhum comentário negativo e que não se importaria se fizessem. “Tenho certeza de que alguns amigos sem filhos pensam que é algo estranho”, diz.

Apesar disso, a mãe defende a prática da amamentação prolongada e compartilhada. “É um trabalho árduo e entendo que não é para todos, mas para a nossa família valeu o esforço e continuarei fazendo isso enquanto as crianças quiserem”, finaliza.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.