Tamanho do texto

Aprenda a reconhecer os sintomas da doença e evite que o diagnóstico seja feito tardiamente, causando mais complicações

A infecção urinária em crianças é um problema mais comum do que os pais costumam imaginar. Na maioria dos casos, é causada por bactérias e acontece no trato urinário, afetando a uretra, bexiga e rins. Para evitar futuras complicações, é muito importante que a doença seja identificada rapidamente. 

Leia também: Quando é hora de levar uma criança ao hospital?

A infecção urinária em crianças é mais comum do que se imagina e os sintomas podem variam conforme a idade
Shuttersock
A infecção urinária em crianças é mais comum do que se imagina e os sintomas podem variam conforme a idade


Sintomas

De acordo com o pediatra e homeopata Moises Chencinski, os sintomas da infecção urinária em crianças podem variar muito de acordo com a idade. “A febre é o sintoma mais frequente", diz o pediatra. Os pais também devem atentar-se a sinais como irritabilidade, icterícia e distensão abdominal. E se criança estiver recusando alimentos e apresentar perda de peso, é válido investigar as causas. 

"Somente após os dois anos de idade é que costumam ser mais frequentes os sintomas mais relacionados ao trato urinário inferior", explica Chencinski. Entre os sintomas estão: dor ao urinar, alguns casos, combinado com espasmos; urinar muitas vezes em pequena quantidade; e enurese, ou seja, fazer xixi involuntariamente. 

Leia também: Guia básico de primeiros socorros em crianças

Diagnóstico

Caso você observe esses sintomas na criança, procure um pediatra para que o diagnóstico seja feito rapidamente, evitando mais problemas. “O diagnóstico é feito através de exames de urina", explica.

Existem três métodos diferentes de fazer a coleta de urina. De acordo com o pediatra, o exame incial costuma ser feita através de saco coletor. Porém, alguns estudos apontam que o método indica resultados falsos positivos em até 80% dos casos. "Só devem ser valorizados quando a cultura resultar negativa, ou seja, não for infecção urinária", orienta.

Segundo Chencinski, a coleta de urina por sonda vesical é a opção mais segura e simples. E em crianças que já conseguem controlar a urina, recomenda-se o método de coleta de jato médio, após assepsia.

Leia também: Cistite ou infecção urinária? Veja os sintomas e tratamentos

Tratamento

Chencinski explica que o tratamento da infecção urinária bacteriana é sempre feito por meio de antibióticos. O medicamento deve ser adequado de acordo com o tipo de bactéria, a faixa etária e o estado da criança. Além disso, ressalta-se que é muito importante que o pediatra da criança faça um acompanhamento apropriado com exames de controle. 

Complicação

Quando não tratada de forma adequada e a tempo, a infecção urinária em crianças pode evoluir de forma silenciosa e causar complicações. De acordo com o pediatra, é possível que o problema se transforme em uma insuficiência renal.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.