Tamanho do texto

O bruxismo é um ato inconsciente que pode ter causas genéticas ou psicológicas. Saiba como identificar e tratar

De acordo com um estudo publicado no "Journal of Dentistry for Children", quase 40% das crianças rangem ou apertam os dentes. Isso acontece com seu filho? Se sim, o hábito pode indicar um quadro de bruxismo infantil. 

Leia também: 5 respostas sobre estresse infantil

O bruxismo infantil pode ter causas genéticas ou psicológicas
Shuttersock
O bruxismo infantil pode ter causas genéticas ou psicológicas

De acordo com a odontopediatra Daphene Ozelame, o  bruxismo infantil  é um ato inconsciente que pode acontecer tanto durante o dia ou durante o sono. Se o problema não receber o devido cuidado e atenção, pode causar uma série de incômodos à criança, como dores nos dentes, na região próxima ao ouvido e até mesmo amolecer os dentes e causar sangramento da gengiva.

Leia também: Seu filho é ansioso demais?

Causas

A odontopediatra explica que as causas do bruxismo variam e podem ser decorrentes de um estresse emocional, tensão ou até mesmo genética. “Cerca de 21% a 50% dos pacientes que rangem os dentes tem parentesco direto com alguém na família acometido com o problema”, diz.

Além disso, existem algumas doenças podem aumentar significamente a chance da criança desenvolver o bruxismo, entre elas, transtorno de déficit de atenção, hiperatividade e outras doenças neurais. A obstrução de vias aéras superiores e síndrome da apneia obstrutiva do sono também podem causar o problema. 

Leia também: Pais devem ficar atentos aos sinais de Dislexia e controlar a ansiedade

O que fazer?

Para Daphene, o primeiro passo é os pais observarem o comportamento da criança no dia a dia. É importante notar se ela acordar com alguma reclamação de dor no dente, perto do ouvido ou na cabeça. A ida ao dentista também é essencial. "Ele vai identificar se os dentes estão desgastados, por exemplo, fazer o diagnóstico e o tratamento adequado”, explica a profissional. 

No geral, é feita uma placa de acrílico para recobrir a superfície dos dentes que estiverem em contato, aliviando o sistema mastigatório. No entanto, como a criança está em constante crescimento dos arcos dentais, Daphene alerta para a importância do tratamento ser feito corretamente e com um profissional de confiaça, que avaliará quais as necessidades dos pequenos. Além disso, também é possível controlar o bruxismo infantil com abordagens terapêuticas. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.