Tamanho do texto

"Seria um sonho ter várias invenções que pudessem salvar vidas”, disse o criador do dispositivo em entrevista a rede de TV americana

Infelizmente, é comum deparar-se com notícias de casos em que bebês e crianças foram esquecidos dentro de carros pelos próprios pais. Com a intenção de mudar esse cenário e salvar vidas, um garotinho americano de 10 anos de idade teve uma ideia: criar um dispositivo de alerta para que pais e responsáveis não esqueçam mais os pequenos dentro de veículos.

Leia mais: Como escolher a melhor cadeirinha infantil para o carro

Bishop criou um dispositivo com o objetivo de salvar a vida de crianças esquecidas pelos pais
Reprodução/ Facebook
Bishop criou um dispositivo com o objetivo de salvar a vida de crianças esquecidas pelos pais

O que motivou Bishop a criar o  dispositivo  foi o fato de um bebê que vivia próximo de sua família morrer após ser esquecido dentro de uma minivan pelo pais. O garoto vive no Texas, Estados Unidos, considerado o estado que concentra o maior número de casos como esse no país.

Leia mais: Mais de metade das crianças são capazes de desafivelar o cinto de segurança

Como funciona

O equipamento, que ainda está em fase de desenvolvimento, foi batizado pelo menino de "Oásis". De acordo com Bishop, o objeto deve ficar acoplado ao banco do carro, assim é possível detectar a presença de uma criança ali. Caso os pais a esqueçam no veículo, o aparelho é programado para soprar um ar frio nela até que os responsáveis ou a polícia recebam uma notificação.

A família de Bishop está apoiando o trabalho do garoto. “Às vezes os bebês pegam no sono e ficam realmente quietos, então, se você estiver saindo de casa correndo ou dando um pulo no supermercado, consigo entender como seria fácil esquecê-lo no banco de trás”, disse o pai dele à NBC News.

O pai, que é engenheiro, está sendo o braço direito do menino no desenvolvimento e juntos eles conseguiram criar um protótipo do equipamento. Além disso, a empresa onde o pai trabalha, uma fábrica de automóveis, já mostrou interesse pelo projeto.

Leia mais: Aprenda brincadeiras para entreter as crianças durante viagens longas

Com o objetivo de arrecadar fundos para o desenvolvimento do dispositivo, a família de Bishop criou uma campanha em uma plataforma colaborativa. A repercussão e o apoio ao projeto foi tanto que eles já ultrapassaram a meta, que era de US$ 20 mil, aproximadamente R$ 61 mil. "Seria um sonho ter várias invenções que pudessem salvar vidas”, disse o menino em entrevista à "NBC News".

    Leia tudo sobre: aplicativo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.