Tamanho do texto

Ácido fólico, iodo e sulfato ferroso. Veja quais são os suplementos mais importantes durante a gravidez e entenda como e quando usá-los

Durante a gestação, as mulheres passam por uma série de mudanças e alterações hormonais. Por conta disso, é importante monitorar e avaliar como estão os nutrientes necessários para seguir uma gestação saudável. O ácido fólico é sumplemento obrigatório, mas outros também podem fazer parte da rotina da futura mamãe se ela apresentar deficiência de determinadas substâncias.

+ O que comer na gravidez para deixar seu bebê mais saudável

Ácido fólico está entre os suplementos necessários durante a gestação
Shuttersock
Ácido fólico está entre os suplementos necessários durante a gestação

Além do  ácido fólico , recomenda-se a suplementação de substâncias como iodo e sulfato ferroso, dependendo do resultados de exames da grávida, diz o ginecologista e obstetra Domingos Mantelli. Caso seja realmente necessária e a suplementação não seja feita, o médico alerta que a mãe pode ficar mais fraca e desencadear deficiências no organismo, resultando em consequências negativas para o bebê.

É importante lembrar que também existem outros itens importantes e ajudam a preparar o corpo para receber o bebê da melhor forma. “Largar vícios, bebidas, cigarros, praticar atividade física, mudar a alimentação e a rotina estressante estão na lista”, recomenda o ginecologista.

Veja quais são os principais  suplementos  e a importância de cada um no período:

Polivitamínico

"O polivitamínico tem a função de suprir a gestante com todas as principais vitaminas indispensáveis durante a gravidez", explica Mantelli. O especialista diz que o suplemento deve ser tomado pela mulher durante toda a gravidez e até após o parto, ou seja, durante o puerpério.

Sulfato Ferroso

De acordo com Mantelli, a  sulfato ferroso  tem a função de surpir a deficiência de ferro no sangue e prevenir a Anemia Ferropriva, que é a anemia mais comum durante a gestação. O uso é recomendado apenas para mulheres que apresentam pré-disposição para anemia. Caso isso aconteça, o suplemento deve ser tomado do início até o final da gestação, podendo estender-se também até o pós parto. 

Iodo

O iodo é importante para ajudar no desenvolvimento e formação dos neurônios do bebê. Além disso, o mineral regula o funcionamento da tireoide da mãe e ativa as glândulas da criança. No entanto, o uso da substância não é  obrigatório para todas as gestantes.

"Elas devem fazer uso do suplemento só em casos de deficiência de iodo no organismo. Se a gestante estiver bem, com uma alimentação saudável e equilibrada, já basta", afirma o especialista.  Saiba mais sobre o uso do iodo durante a gravidez .

Ácido fólico (metilfolato)

O ácido fólico é importante para suprir e reforçar o desenvolvimento do cérebro do bebê, prevenindo doenças. "Ele tem a função de prevenir malformação do tubo neural do feto, como por exemplo, o fechamento precoce no momento em que está sendo formado", explica Mantelli. 

Diferente dos outros dois suplementos, o ácido fólico é considerado um suplemento obrigatório para a gestação. "O ideal é iniciar o uso antes mesmo de engravidar, de 60 a 90 dias antes, até aproximadamente 12 semanas de gestação, contribuindo o máximo para o desenvolvimento do feto", orienta. 

+ Sete dicas para uma gravidez saudavel

    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.