Tamanho do texto

O mineral é importante para o crescimento e desenvolvimento dos órgãos do bebê. Veja quais os cuidados com esse tipo de suplementação

A cantora  Kelly Key , que está grávida do terceiro filho, costuma dividir com seus seguidores do Instagram dicas sobre gestação. Recentemente, ela revelou que faz a sumplementação de iodo para aumentar a inteligência e o nível de QI (Quociente de Inteligência, fator que mede a inteligência) do bebê. 

Entenda como acontece, os sintomas e características da gravidez

Kelly Key compartilhou que faz a suplementação de iodo em sua conta no Instagram
Reprodução/ Instagram @oficialkellykey
Kelly Key compartilhou que faz a suplementação de iodo em sua conta no Instagram

Porém, a declaração gerou dúvidas entre as gestantes. De acordo com estudos da Universidade de Surrey, no Reino Unido,  crianças nascidas de mãe que receberam suplementação do iodo  na gravidez apresentam o QI mais elevado.

Além disso, o ginecologista e obstetra Domingos Mantelli explica que o mineral tem  importância no crescimento e desenvolvimento dos órgãos, principalmente do cérebro embrionário. "Ele é importante para regular o funcionamento da tireoide da mãe e ativar as glândulas do bebê", afirma.

O que comer na gravidez para deixar seu bebê mais saudável

Quem deve tomar?

Segundo Mantelli, apenas as mulheres que têm alguma deficiência da substância. Caso a gestante seja acostumada a ter uma alimentação equilibrada com o consumo de peixes, frutos do mar e o próprio sal, ela já está ingerindo o mineral e provavelmente não vai precisar do suplemento.

"A melhor forma de identificar a necessidade da suplementação é realizar exame , como o de urina, para medir a dosagem da substância e aí, sim, o médico saberá o quanto aquela mulher precisa da suplementação", orienta.

Quando tomar?

O ginecologista explica que apenas grávidas que apresentam deficiência desse mineral devem fazer a suplementação, mas ele não deve ser tomado por conta própria. É importante fazer exames médicos e passar por um especialista para descobrir se realmente será necessário e qual a dosagem. 

Caso haja necessidade do suplemento, a gestante pode usá-lo durante toda a gravidez e após o parto, enquanto amamenta. É importante que durante todo o processo de gestação a mulher faça exames para avaliar a necessidade do uso do mineral. "Se a mulher estiver com a dosagem recomendada pode fazer uso apenas dos alimentos ricos na  substância", orienta Mantelli.

Além disso, antes da gestação também é importante consultar um profissional médico para checar se há a necessidade de suplementação de outras vitaminas e minerais. 

Kelly Key está na reta final da gestação
Reprodução/Instagram
Kelly Key está na reta final da gestação


Cuidados

Alguns cuidados são necessários quando falamos na suplementação da substância. “Antes de tomar qualquer suplementação durante a gestação, a mulher deve procurar seu médico e juntos realizarem exames para descobrir o quanto deve suplementar o organismo para auxiliar no bom desenvolvimento do bebê", orienta Mantelli.

"Caso a mulher se automedique há riscos de causar distúrbios na tireoide causado pelo excesso da substância que não foi necessária", alerta o médico. Além disso, ingerir sal que contém iodo em excesso é perigoso, pois pode causar hipertensão.

Sete dicas para uma gravidez saudavel

    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.