Tamanho do texto

A dificuldade para engravidar pode estar relacionada à idade e até medicamentos que a mulher faz uso. Saiba quando procurar ajuda

O teste de gravidez  positivo está entre um dos maiores desejos de muitas mulheres. Porém, algumas não conseguem o resultado esperado após inúmeras tentativas. Com isso, as dúvidas começam a surgir: "devo procurar ajuda médica e um tratamento para engravidar?". 

+ As melhores posições sexuais para quem quer engravidar

Quando procurar tratamento para engravidar?
Shuttersock
Quando procurar tratamento para engravidar?

Antes de procurar um tratamento para facilitar a gravidez, é preciso entender algumas características do corpo como a fertilidade. De acordo com Renato de Oliveira, ginecologista responsável pela área de reprodução humana da Criogênesis, a ausência de gravidez mesmo após um ano de sucessivas tentativas sem o uso de métodos anticoncepcionais caracteriza a  infertilidade

Segundo ele, a possibilidade de uma mlher sexualmente ativa engravidar, durante um ano, é cerca de 85% quando ela ou o parceiro não utilizam nenhum método contraceptivo. "Se após um ano de vida sexual sem contracepção e sem dois abortos consecutivos a mulher não conseguir engravidar, é recomendando procurar auxílio”, explica.

O ginecologista ainda alerta para a importância de mulheres acima dos 35 anos fazerem um controle maior. "Há uma recomendação da Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva que a mulher com mais de 35 anos deve procurar um especialista após 6 meses de tentativas sem sucesso e, após os 40 anos, procura imediata assim que desejar uma gravidez”, diz.

+ 10 dicas para quem pretende engravidar ainda este ano

Causas de infertilidade

De acordo com o especialista, os principais exemplos de situações que aumentam o risco de infertilidade na mulher são: endometriose, alterações nas tubas uterinas, distúrbios da ovulação, alterações uterinas, obesidade ou baixo peso, exposição às doenças sexualmente transmissíveis e tabagismo.

Além disso, tratamentos oncológicos como quimioterapia ou radioterapia podem influenciar a fertilidade da mulher. Dependendo do processo utilizado durante o tratamento, pode existir prejuízo da reserva ovariana e alto risco de intertilidade. "Essas pacientes devem sempre ser orientadas quanto à preservação de fertilidade", recomenda Renato. 

No caso dos homens, os principais fatores de infertilidade estão relacionados à exposição a substâncias tóxicas, como medicamento quimioterápicos ou anabolizantes". Além disso, o médico explica que infecções que levam à inflamação dos testículos também pode estar envolvidas. 

Tratamentos

Os médicos especializados em medicina reprodutiva tem buscado cada vez mais soluções eficazes para o tratamento de infertildade. Entre os métodos existentes, a fertilização in vitro (FIV), costuma ter um resultado em torno de 35% por tentativa - consideramento pacientes até os 35 anos. Já a inseminação artificial, varia de 10 a 10% por ciclo, assim como o coito programado.

Fatores psicológicos interferem na fertilidade

    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.