Tamanho do texto

A fotógrafa Helen Aller postou a foto em seu Facebook mostrando como é difícil passar por uma cesária

Uma imagem em preto e branco compartilhada pela fotógrafa Helen Aller que mostra ao mesmo tempo a brutalidade e a beleza de um parto por cesariana chamou a atenção da internet e fez com que muitas mães compartilhassem suas histórias. A cicatriz da operação realizada apenas três dias antes da foto ser feita é de uma mãe que estava com medo de ter de passar por uma cesariana, mas que na hora do parto não teve outra escolha. 

Foto tirada pela fotógrafa Helen Carmina
Reprodução Facebook
Foto tirada pela fotógrafa Helen Carmina

"Fotografei a gravidez dessa mãe há um tempo atrás e ela me disse como estava aterrorizada de ter de fazer uma cesariana. Na semana passada, ela entrou em trabalho de parto e, após complicações, foi obrigada a passar por uma cesária emergencial. Ela me pediu para fotografar particularmente essa imagem e mostrar como o seu pior pesadelo provavelmente salvou sua vida e de seu filho", escreveu Helen em seu post. 

A história voltou a ganhar a força recentemente, ao ser publicada pela imprensa europeia e ganhar destaque em revistas britânicas.

Hellen compartilhou a imagem com a intenção de mostrar que uma boa mãe não se define pela forma como ela dá à luz ou se amamenta ou não seu filho, mas sim como ela se dedica e dá amor a criança.

Muitas vezes, passar por uma cesariana pode ser traumático para a mulher, e as centenas de histórias compartilhadas nos comentários na rede social mostraram que, no final, o que realmente importa é a saúde da mãe e da criança. 

Ser obrigada a fazer cesariana pode ser um problema para muitas mulheres
Getty Images/Stockbyte Silver/John Foxx
Ser obrigada a fazer cesariana pode ser um problema para muitas mulheres

"Tentei incessantemente ter parto normal, e após mais de 14 horas de fortes contrações, me disseram que teria de fazer cesariana. Meu coração se quebrou, me senti péssima em saber que não saberia o que era dar à luz. Só via vários médicos ao meu redor e meu marido do lado", contou uma internauta.

"E aí escutei um choro. Eu tive um bebê! Nada poderia me roubar isso. Eu tive uma filha. Depois me contaram que o cordão umbilical estava enrolado no pescoço da bebê e a cesária havia salvado a vida dela. Eu ganhei uma cicatriz, mas ela sempre me lembra do amor que tenho pela minha filha", completou. 

"Já passei por três cesarianas. No meu primeiro filho, esperava dar à luz de forma natural, mas a cirurgia foi de emergência. O segundo seguiu pelo mesmo caminho. O terceiro nasceu seis semanas antes. Nunca imaginei que seria desse jeito, mas se não fosse, meus filhos não estariam aqui hoje. Agora eu olho para as minhas cicatrizes e penso como sou uma pessoa de sorte", compartilhou outra. 

A cesariana já salvou a vida de mães e filhos
Thinkstock/Getty Images
A cesariana já salvou a vida de mães e filhos

Denúncia no Facebook

Após a grande repercussão da imagem, que teve 233 mil likes, 67 mil compartilhamentos e 31 mil comentários, Hellen disse que ela deixou de ser apenas uma fotografia e passou a ajudar milhares de mulheres ao redor do mundo a partir do momento que elas começaram a compartilhar suas experiências. Mesmo assim a publicação foi denunciada várias vezes e o Facebook acabou excluindo a imagem sem dar explicações. 

"Isso não é mais sobre a imagem, é sobre viver em um mundo onde pessoas se apoiam, não se sentem sozinhas e são capazes de ver beleza em algo simples, natural e inocente. Mesmo que algumas pessoas se sintam incomodadas com a imagem, quero que abracem as diferenças e se orgulhem, porque somos nós que fazemos esse mundo bonito", escreveu a fotografa ao compartilhar a imagem novamente. 

Com a marcação "#fbstopcensoringmotherhood", que traduzindo ficaria "Facebook, pare de censurar a maternidade", a imagem também foi compartilhada e apoiada. 

    Leia tudo sobre: Gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.