Freda Wineman em uma palestra no Holocaust Educational Trust
Blake Ezra Photography
Freda Wineman em uma palestra no Holocaust Educational Trust

A sobrevivente do Holocausto Freda Wineman, morreu aos 98 anos no domingo, 2. Ela nasceu em 1923 e durante a Segunda Guerra Mundial, passou pelos campos de concentração de Auschwitz, Bergen-Belsen, Ragun e Theresienstadt. A causa da morte não foi divulgada. 


A francesa foi libertada dos campos de concentração em maio de 1945, já no final da guerra. Durante o Holocausto, Wineman perdeu os pais e um de seus irmãos. Após ser libertada, a francesa se casou e se mudou para o Reino Unido. Ela dedicada a vida a contar suas experiências em escolas e palestras, especialmente da Inglaterra. Em 2018, recebeu a Medalha do Império Britânico por prestar serviços à educação sobre o Holocausto.


Em Auschwitz, Wineman trabalhou cavando trincheiras em frente aos crematórios e separando pertences de judeus mortos, que seriam vendidos para financiar os nazistas. A francesa deixa dois filhos.


No Holocaust Memorial Day de 2021, ela disse ao The Independent: "Quando eu falo em escolas, peço aos alunos que digam a seus amigos e familiares o que ouviram. Eu digo que no futuro, se eles questionarem o que aconteceu, eles devem dizer a eles que ouviram Freda Wineman". 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários