Winnie Bueno
Reprodução
Winnie Bueno


Winnie Bueno, que é negra e do candomblé, compartilhou um em seu Twitter um texto em que era associada ao sacrifício de crianças pela religião. No fórum do site Pandlr, a pesquisadora e escritora foi citada como se tivesse sido a responsável por aprisionar três crianças em Belford Roxo, no Rio.

"As pessoas realmente perderam completamente o senso. Isso aqui tem graus de gravidade absurdos que são podem ser mobilizados na covardia do anonimato", disse Bueno, compartilhando o texto que foi publicado no fórum por um perfil fake.


Você viu?

"Após meses de procuras os três jovens de Belford Roxo foram encontrados em um terreiro de macumba de propriedade de Winnie Bueno. Após atendimento psicológico traumatizada, as crianças relataram que estavam sendo preparadas para o sacrifício de macumba", dizia o texto mentiroso.

Ao escancarar o racismo e a intolerância religiosa, a pesquisadora recebeu o apoio dos seguidores. "Cara, isso aqui é criminoso. Até onde vai o ódio contra uma mulher negra. Eu não sei nem o que falar, eu tô assustada com tamanha violência", escreveu Andreza Delgado. "Mulher, que absurdo! Muita força e muito axé para você, Winnie", desejou Stephanie Borges.




    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários