O laço entre melhores amigas é uma relação de afeto, parceria e confiança. É pra essa pessoa que você divide suas alegrias, tristezas e anseios. É no ombro dela que você chora e é ela a primeira pessoa que você procura quando tem uma notícia boa ou quer abrir o coração.

Acontece que todo munto tem outros círculos de amizades e pode acontecer de você não "se bicar" com alguma (ou algumas) amizades nova dela. E agora, como lidar?

melhor amiga
Pexels / Divulgacao
Como não ter ódio da nova amiga da melhor amiga?


Isso aconteceu com a produtora de conteúdo Natalia*, 27 anos. Ela conta em entrevista ao Delas, que conheceu sua melhor amiga Aline* há sete anos, quando as duas faziam a faculdade de publicidade. “De cara eu e ela nos demos bem. Nós ainda mantemos contato com o nosso grupo de amigas, mas eu e a Aline sempre fomos muito mais unidas”, diz.

As coisas começaram a mudar quando Aline começou a se aproximar de Andressa, quando as duas começaram a trabalhar juntas. Andressa era a maior desavença de Natalia na época da faculdade.

“Andressa sempre foi a pessoa que fazia de tudo para arrumar briga com as pessoas. Nunca nada estava bom, sempre tinha uma desculpa para não fazer os trabalhos, além de sempre inventar as coisas. Era o tipo de pessoa que eu não queria ter por perto e fiquei sem entender mais ainda quando Aline disse que estava andando com ela e que era uma pessoa legal”, conta.




Por que não gosto dessa nova amiga?

A produtora de conteúdo acrescentou que tentou falar com a melhor amiga que talvez não fosse uma boa ideia e que não tinha vontade alguma de acrescentar Andressa no ciclo de amizades. As duas acabaram brigando e Aline acabou se afastando do grupo.

A psicóloga clínica e colabora da plataforma Sexo sem Dúvida, Desiree Correia, explica que odiar a nova amiga da melhor amiga, é bem mais comum do que se imagina. Os motivos são os mais diversos, desde insegurança da sua parte até desconfiança em relação àquela pessoa.

“Pode ser que ser que seja uma insegurança muito exagerada ou algo muito grave que a pessoa tenha feito pra você. Então em primeiro lugar, é preciso resolver a raiz do problema e isso não é resolvido direto com a melhor amiga.”, explica a especialista.

Como lidar com isso sem perder a amizade?

Natalia sente falta da sua melhor amiga e não sabe bem como lidar com toda essa situação. Até cogitou falar com Andressa para ver se as duas se entendiam, tudo isso para manter Aline em sua vida.

“Conversei com as outras meninas do grupo sobre essa possibilidade. Mas, eu não quero me forçar a ficar próxima de alguém que me fez mal e não posso ficar mandando na Aline dizendo com quem ela pode andar ou não. É um direito dela”, afirma.

A psicóloga explica que em muitos casos, esse ciúme da melhor amiga é causado por insegurança. “Quem sofre essa situação de se sentir distanciada de alguém, é um sinal muito grande de baixa autoestima, o que gera a insegurança”, exemplifica a psicóloga.


Mas, que no caso de Natália é diferente, já que a questão é não compactuar com o comportamento da outra pessoa e querer manter a pessoa afastada pelo bem da saúde mental.

“Não temos o controle de como as outras pessoas pensam, só o que você tem. Então você precisa separar as coisas que você tem controle e das coisas que você não tem. Se sua melhor amiga quer se relacionar com essa pessoa, você não tem como forçar que isso não acontecer. Você pode informar sua melhor amiga, mas quais são serão as escolhas delas, você não pode controlar. Se ela quiser continuar falando com essa pessoa, é um problema que só diz respeito a ela, e cabe você a respeitar”, acrescenta Correia.

Uma das soluções propostas pela especialista é falar com a nova amiga da melhor amiga para tentar a lidar com a situação. É uma boa se for para resolver alguma pequena desavença que ocorreu em algum momento e se a pessoa se sente confortável com essa conversa.

“Nunca pode ser no sentido - nem a conversa com a melhor amiga, nem a conversa com a amiga dela - de mudar o comportamento de alguém, mudar a cabeça de alguém. As pessoas tem sua própria visão dos seus próprios comportamentos, de mundo, as pessoas tem suas próprias dores e você não pode mudar isso”.

Em suma, o melhor jeito de lidar com a situação é conversando e respeitando as vontades de todos os envolvidos, mas sem nunca esquecir que seus sentimentos também importam.

    Veja Também

      Mostrar mais