Mais uma vez, a campanha "Januhary", algo como "Janeiro peludo", ganha forças nas redes sociais. Na edição 2020, mulheres querem deixar de lado a ditadora das giletes e da depilação e mostrar que é normal ter e exibir os pelos no corpo. 

Januhary arrow-options
Reprodução/Instagram
Mulheres mostram partes do corpo peludas e comemoram um ano da campanha 'Januhary'

O movimento "Januhary"  apareceu no ano passado e foi ideia da estudante inglesa Laura Jackson. O nome mistura as palavras Janeiro e pelo (January e hair, em inglês) e, esse ano, foi atualizado para #januhary2020. 

A inglesa retoma a campanha para relembrar o quão normal e natural é ter pelos no corpo . "A aceitação de pelos nas mulheres ainda é um dilema. A sociedade ainda se comporta como se nossos pelos naturais no nosso corpo fossem nojentos e pouco atraentes", escreve Laura no Facebook da campanha. 

Leia também: Manter os pelos na axila é ser anti-higiênica? Atrizes mostram que não

Ela incentiva mulheres a postarem fotos nas redes sociais com a hashtag da campanha e a mostrarem a axila peluda ou uma perna que não foi depilada, por exemplo. Veja algumas imagens: 


Além de encorajar mulheres a deixarem a gilete da lado, a campanha - assim como foi o ano passado - vai além das redes sociais e tem um fundo de caridade. O que for arrecadado esse ano será destinado a uma instituição que protege habitat naturais, a Tree Sisters. 

    Veja Também

      Mostrar mais