Uma antiga fazenda de escravos, nos Estados Unidos, foi o local escolhido por um grupo de estudantes para a foto de formatura no curso de medicina. Todos negros, os alunos foram ao lugar historicamente marcado pelo sofrimento para destacar a “resiliência ancestral” em uma imagem que rapidamente viralizou nas redes sociais. 

Leia mais: Modelos pus size, a importância de ter mulheres gordas em mercados padronizados

foto de formatura
Reprodução/Instagram
Estudantes negros de medicina escolheram a fazenda como forma de destacar vitórias frente à história de seus ancestrais

“Para os negros que seguem uma carreira na medicina, continuem. Para toda a nossa comunidade, continuem se esforçando. A resiliência está no nosso DNA”, escreveu a estudante Sydney Labat no Instagram, que também comentou sobre a emoção que sentiu durante a experência. “Foi tão poderosa que me levou às lágrimas”, disse.

O idealizador da foto, Rossel Ledet, convocou os colegas e dirigiu o momento, com todos usando jalecos brancos. Á revista People, ele disse disse que o objeto principal da ideia era “ilustrar uma conexão entre o passado e o presente da América”. Hoje, a antiga fazenda funciona como museu no estado da Louisiana

Ledet também reforçou a luta histórica das pessoas negras contra o racismo e a dificuldade de acesso ao mercado de trabalho nos Estados Unidos, pontos que ele diz "difíceis de esquecer": “Todos nós seremos médicos, mas antes disso seremos médicos negros ”, disse. 


    Veja Também

      Mostrar mais