Tamanho do texto

O astrólogo Marcelo Dalla, colunista do Delas e responsável pelo horóscopo do dia, dá dicas como "sobreviver" ao período de retrogradação do planeta

Mercúrio retrógrado é um fenômetro astrológico que costuma assustar muita gente. Porém, ao contrário do que é falado por aí, o planeta não é um "vilão" e esse movimento de retrogradação não precisa ser sinônimo de "completo caos". 

Leia também: Cautela e ensinamentos: como a entrada do Sol em Escorpião vai te influenciar

Mercúrio arrow-options
shutterstock
Mercúrio retrógrado está acontecendo desde 31 de outubro até 20 de novembro; o fenômeno que influencia a comunicação

A retrogradação de Mercúrio acontece três vezes por ano, explica o astrólogo Marcelo Dalla, que escreve a coluna  Previsão e Astros e o horóscopo do dia no Delas . Em 2019, sentimos sua influência planetária entre 05 e 28 de março 07 e 31 de julho , e a última está acontecendo agora, desde 31 de outubro até 20 de novembro. 

Por ser um planeta que rege os negócios, além de todas as formas de se comunicar,  Mercúrio retrógrado causar alguma confusão nessas áreas, mas o propósito destas retrogradações não é frustrar e irritar ninguém. "É nos ajudar a trabalhar a clareza nos intercâmbios, nas trocas de informação", comenta o profissional.

Segundo ele, esse perído serve para rever posturas rígidas, ideias obsoletas, revisar projetos, reprogramar pensamentos negativos, consertar equipamentos e aprimorar negociações.

"Mercúrio rege o pensamento e a forma como nos expressamos. Rege tudo o que comunica, as facetas da experiência de vida que nos permite comunicar, processar, receber e assimilar", diz Dalla. "Quando está retrógrado, sempre pede revisões em ideias, pensamentos, informações, sobre a forma como nos comunicamos, nos deslocamos e promovemos negociações."

Apesar de existir a possibilidade de desencontros e falhas, o astrólogo afirma que as situações não costumam ser graves e que a retrogradação de Mercúrio também tem um lado positivo. "Reencontro com amigos e lugares do passado, melhor elaboração de ideias e pensamentos, aprimoramento do trabalho. Tudo pra que possamos entender melhor o mundo", completa.

Essa introspecção se dá porque ao retrogradar, Mercúrio sempre se encontra no ponto médio do ciclo retrógrado com o Sol. Enquanto esse período indica um pensamento mais reflexivo, o retorno ao movimento direto traz uma atitude proativa. 

Leia também: Como ler mapa astral? Entenda o que os astros dizem sobre a sua personalidade

Como "sobreviver" ao Mercúrio retrógrado?

Há recomendações para aqueles que querem tirar esse lado positivo de Mercúrio retrógrado, sendo a primeira delas se planejar com antecedência. Sabendo que a retrogradação acontece três vezes no ano, procure um calendário astrológico para acompanhar as datas. 

Em 2020, por exemplo, esse movimento astrológico vai acontecer de 16 de fevereiro a 10 de março, 17 de junho a 12 de julho e 13 de outubro a 4 de novembro. Outras dicas são: 

  • Checar os fatos;
  • Averiguar se foi bem compreendido ao trocar informações importantes;
  • Ouvir mais, cultivar o silêncio;
  • Cultivar a integridade com a palavra;
  • Checar o carros e os aparelhos de comunicação;
  • Redobrar o cuidado com papéis e documentos, evitar assinatura de contratos e grandes compras (cresce a tendência de mudar de ideia depois);
  • Sair com tempo de sobra para os compromissos.;
  • Redobrar a atenção com documentos e bagagens ao viajar;
  • Checar compromissos, o que foi combinado anteriormente pode ter de ser recombinado;
  • Rever, revisar, repensar, corrigir.

A influência de Mercúrio retrógrado não é igual para todos e depende de uma série fatores. No geral, os signos mais afetados são os que têm o planeta como regente, ou seja, Gêmeos e Virgem. Quem tem Sol, Lua ou Ascendene nesses signos podem se sentir afetados, assim como pessoas de Escorpião, já que é o signo em que o planeta está passando agora.