Tamanho do texto

A influenciadora Natalie Uhling publicava fotos nas redes que mostravam que ela estava feliz, mas na vida real ela enfrentava diversos problemas

Com a popularidade das redes sociais , muitas influenciadoras começaram a expor suas vidas ao compartilhar publicações sobre o dia-a-dia. Mas será que a realidade é igual à vida perfeita no Instagram? Para mostrar que nem sempre se deve acreditar apenas no que é publicado, a influenciadora norte-americana Natalie Uhling decidiu  contar a verdade

Norte-americana Natalie mostrava que tinha a vida perfeita no Instagram, mas escondia a realidade dos seguidores
Reprodução/Instagram/natalieuhling
Norte-americana Natalie mostrava que tinha a vida perfeita no Instagram, mas escondia a realidade dos seguidores


Com 65,5 mil seguidores, Natalie costuma fazer muitas publicações sobre sua rotina fitness e vida saudável. Mas apesar de sempre aparecer sorridente e se divertindo nas fotos, a vida perfeita no Instagram não era a realidade. Em entrevista ao portal da revista "Cosmopolitam", ela revelou que havia sofrido dois abortos espontâneos, mas continuou "fingindo que estava tudo bem" para manter as aparências. 

Segundo relato, ela ficou grávida pela primeira vez em 2016. Na época, ela e o marido, Drew, decidiram compartilhar todos os momentos de antes e depois da gravidez no Instagram. Na décima semana de gravidez, porém, ela descobriu que havia perdido o bebê. "Eu não conseguia acreditar que isso estava acontecendo. Quando me imaginei compartilhando essa notícia ruim com meus familiares, colegas e amigos, fiquei com muito medo." 

Além de ter que contar o acontecido às pessoas mais próximas, ela também teria de contar aos seguidores online, já que havia começado a compartilhar momentos da gravidez com eles. Depois de passar pelo procedimento de curetagem para retirar restos de placenta do útero, ela decidiu que não iria expor isso nas redes.

"Depois [do procedimento], fui direto para casa. Quando cheguei lá, publiquei uma foto minha sorrindo, com a legenda 'você chora um pouco e depois espera que o Sol brilhe novamente' para evitar fazer referências ao aborto de propósito", lembra. "Eu lidaria com a minha vida real depois — ou não. Minha experiência pareceu que era intensa demais." 

Natalie conta que sempre viu as redes como um negócio, e ela é o rosto da marca que carrega seu nome. Por isso, queria mostrar que tinha a vida perfeita no Instagram. "Eu precisava agir como se tivesse tudo sob controle, mesmo que estivesse desmoronando na vida real."

Quando a vida perfeita no Instagram se mistura com a vida real

A influenciadora continuou mostrando que tinha vida perfeita no Instagram, mesmo  após ter sofrido aborto espontâneo
Reprodução/Instagram/natalieuhling
A influenciadora continuou mostrando que tinha vida perfeita no Instagram, mesmo após ter sofrido aborto espontâneo

Esconder esse "segredo" dos seguidores acabou tomando proporções muito maiores do que a influenciadora esperava. "Dias depois, eu tinha um ensaio fotográfico com outras mulheres que também falam sobre vida saudável. Quando cheguei ao set, minha barriga estava inchada, meu rosto estava pálido, meus seios estavam enormes — tudo isso era resultado dos hormônios da gravidez que ainda estavam no meu corpo."

"Eu estava sangrando, efeito que dura até uma semana depois da curetagem. E como absorventes internos não são recomendados depois desse procedimento por causa do risco de infecção, eu estava usando aqueles absorventes externos grandes que você consegue ver através das roupas. Enquanto posava para as fotos, foquei em manter meus seios e barriga escondidos da câmera. Tudo o que eu queria fazer era ir para a cama e chorar." 

Além do Instagram, Natalia havia criado uma série de aulas para trabalhar o condicionamento físico e, depois desse ensaio fotográfico, ela decidiu cancelar parte dessas atividades. "Para me impedir de procurar motivos pelos quais eu tive esse aborto espontâneo e me estressar sobre eu estar apta a ter filhos, comecei a focar em criar apenas conteúdo para o meu site e redes sociais." 

Meses depois, ela e o marido decidiram tentar ter outro bebê. "Isso mudou completamente a nossa vida sexual. Ficamos muito presos a fazer sexo no período certo do mês, eu mantinha controle da minha ovulação de forma obssessiva e ficava monitorando meu ciclo mentrual. O sexo não era mais algo divertido para nenhum de nós dois." 

Por outro lado, a vida perfeita no Instagram continuava. "Eu postava conteúdos que não eram relacionados à mim, com dicas sobre cuidados com a pele e de abdominais com fotos que foram tiradas antes da primeira gravidez", comenta. 

"Nunca senti como se estivesse mentindo para os meu seguidores, eu simplesmente não estava compartilhando informações pessoais. Meus seguidores começaram a crescer e eu estava fazendo bastante sucesso, mas na minha vida real era meu pior momento. Eu me sentia sozinha e muito isolada de tudo." 


Em maio de 2017, Natalie descobriu que estava grávida de novo e conseguiu celebrar com o marido por um dia, até começar a sentir cólicas e ver que tinha sangue em sua calcinha. "Quando liguei para o meu ginecologista, ele disse para eu ir ao pronto-socorro o mais rápido que conseguia. Eu tive uma  gravidez ectópica e o embrião havia se desenvolvido fora do útero. Comecei a pirar, mas me mantive calma até chegar ao hospital." 

No hospital, os médicos confirmaram que ela teve um segundo aborto espontâneo. A primeira coisa que ela fez ao chegar em casa foi publicar uma foto de um antigo ensaio de fotos com a legenda: "O que você quer de mim universo? Você sabe que está brincando com a garota que nunca desiste." A foto recebeu comentários como "Eu te entendo" e "Você vai conseguir superar isso" de alguns seguidores.

"Eu não pensei em publicar o que tinha acontecido comigo, pareceu muito 'cru'. Além disso, eu não tinha nenhuma informação útil ou nenhum conselho aos meus seguidores, então começar a usar as redes como um fórum de discussão sobre aborto não parecia ter sentido", afirma. 

A revelação da vida perfeita no Instagram

Ao ficar grávida pela terceira vez, a influenciadora decidiu desmistificar a vida perfeita no Instagram e contar a verdade
Reprodução/Instagram/natalieuhling
Ao ficar grávida pela terceira vez, a influenciadora decidiu desmistificar a vida perfeita no Instagram e contar a verdade

Natalie e o marido começaram a fazer tratamentos para engravidar, mas apesar de todas as dificuldades que estavam enfrentando para ter um filho, ela continuou mostrando que tinha a vida perfeita no Instagram. "Eu não estava inspirada, sentava na minha mesa e pensava 'Eu não ligo pra isso'. Eu dizia a mim mesma que precisava continuar, mesmo que levasse mais tempo para ter ideias que parececem autenticas e envolventes." 

Em outubro de 2017, Natalie descobriu que estava grávida de novo e decidiu manter tudo em segredo dos familiares e amigos até a 12ª semana. "Mas eu ainda me sentia insegura de compartilhar a notícia no Instagram. Com certeza isso iria me ajudar a me conectar com algumas seguidoras que também são mães, mas eu sabia como era ver um anúncio de gravidez online e me sentir muito vazia por dentro", diz. 

Ela decidiu compartilhar a novidade quando estava grávida de 15 semanas. "Eu sabia que precisava falar dos meus dois abortos anteriores e realmente senti que estava compartilhando. Minha história triste tem um propósito: ajudar outras pessoas que estão passando pelo mesmo. Parece que eu tirei um peso dos meus ombros quando apertei o botão de 'compartilhar'. Eu finalmente  havia sido sincera ." 

Natalie ainda conta que recebeu muitos comentários positivos após expor a realidade e mostrar que não tinha a vida perfeita no Instagram . Alguns parabenizando o casal pelo bebê e, também, de mulheres que compartilharam suas histórias de perdas. A filha do casal, Skyler, nasceu em julho de 2018. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.