Tamanho do texto

Jennifer August adquiriu coragem para publicar uma foto sem maquiagem depois de ser inspirada por modelos como Ashley Graham e Winnie Harlow

Redes sociais podem, sim, ser um ambiente tóxico para os usuários e é comum que mulheres "fora do padrão" se sintam mal consigo mesmas após verem as fotos de "corpos perfeitos" que são publicadas todos os dias. Apesar disso, não significa que a plataforma não possa ser usada para situações positivas, como o caso de Jennifer August, por exemplo, que conseguiu aceitar a marca de nascença que tem no rosto por causa do Instagram .

Leia também: 5 famosas que aceitam suas cicatrizes e não têm medo de mostrá-las

Jennifer August nasceu com hemangioma, um tipo de tumor benígno que parece com uma marca de nascença
Reprodução/Instagram/jenn.august
Jennifer August nasceu com hemangioma, um tipo de tumor benígno que parece com uma marca de nascença


Jennifer August nasceu com hemangioma, um tipo de tumor benígno formado pelo excesso de vasos sanguíneos que parece com uma marca de nascença  , e cobre parte de seu lábio e pescoço. Foi no Instagram que ela descobriu uma comunidade de mulheres que estão em processo de aceitação de suas "imperfeições" e se sentiu inspirada a fazer o mesmo. 

"As redes sociais definitivamente me ajudaram a aprender a me amar", diz a jovem em entrevista ao "Yahoo Lifestyle". Segundo ela, ver fotos de personalidades famosas, como as modelos Winnie Harlow, que tem vitiligo, e a plus size Ashley Graham sendo "elas mesmas sem culpa" foi o que a deu coragem para compartilhar uma imagem exibindo a marca. 

"Ashley e Winnie são minha inspiração. Elas são mulheres que estão dizendo 'Hey, mundo, essa sou eu, e você tem que lidar com isso'", comenta. "Elas não se conformam com o padrão de beleza da mídia e se amam por quem são. Foi assim que comecei a me sentir confortável o bastante para publicar uma foto sem maquiagem mostrando minha hemangioma." 

Leia também: Mulher com queimaduras de 4º grau conta como gravidez ajudou-a a se aceitar

As modelos Ashley Graham e Winnie Harlow são as maiores inspirações para Jennifer nesse processo de autoaceitação
Reprodução/Instagram/swimsuitsforall/winnieharlow
As modelos Ashley Graham e Winnie Harlow são as maiores inspirações para Jennifer nesse processo de autoaceitação














Exibir marca de nascença exige coragem

Para a "Teen Vogue", Jennifer conta que precisou tomar coragem e manteve a foto como rascunho no celular por um dia inteiro antes de decidir publicá-la. No início, a principal preocupação era que as pessoas reagissem negativamente sobre o compartilhamento.

"Esse movimento de mudar os padrões de beleza e ser você mesma no Instagram foi o que me deu coragem para apertar o botão de 'postar'", afirma. "Não importa quais minhas 'imperfeições' sejam, não devo deixar que elas me impeçam de atingir meus objetivos e ser eu mesma". 

Leia também: Mulher com vitiligo se aceita depois de 30 anos cobrindo pele com maquiagem

Na legenda da imagem, a jovem também escreveu sobre esse processo de aceitação.  "O perfeccionismo em mim é rápido para esconder minhas falhas e trabalha incansávelmente para me manter em um pacote impenetrável de maquiagem. Mas percebi que o que nos une como pessoas são as nossas falhas, porque elas criam vulnerabilidade e isso cria laços. Minha marca de nascença me ensinou a ser corajosa, mesmo quando eu não quero." 

    Leia tudo sobre: instagram