Tamanho do texto

Americana Nova Galaxia, de 26 anos, raspava os pelos do rosto todos os dias desde os 11, quando sofreu com o preconceito de um colega na sala de aula

Uma jovem americana, de 26 anos, tomou uma decisão em novembro que mudou sua vida para sempre: ela, uma mulher cis, entrou para a campanha “No-Shave November”, que pede para as pessoas não tirarem a barba ou o bigode durante todo o mês de novembro em uma forma de chamar atenção para o câncer nos homens. Sim, Nova Galaxia, uma mulher que nasceu já sendo do sexo feminino, deixou os pelos do rosto crescerem.

Leia também: Menstruação atrasada? Pode não ser gravidez! Veja 8 causas

Nova Galaxia pretende ir a uma barbearia cuidar de sua barba, já que, hoje, consegue assumir essa característica
Facebook/Nova the Bearded Babe/Reprodução
Nova Galaxia pretende ir a uma barbearia cuidar de sua barba, já que, hoje, consegue assumir essa característica

Nova sofre com a chamada síndrome do ovário policístico , um distúrbio hormonal que interfere no funcionamento dos ovários. Entre os sintomas estão ausência de menstruação ou período anormal, acne, verrugas, pele oleosa, ganho de peso e, muitas vezes, mas, menos falado por conta do tabu que acerca a situação, excesso de pelos e características masculinas, como a barba .

Leia também: Jovem com alopecia faz ensaio fotográfico incrível para formatura

Além disso, ela passou a publicar vídeos no YouTube para divulgar sua história e criou uma página no Facebook para compartilhar a evolução dos pelos. O vídeo em que Nova revela ter barba e sofrer com a síndrome está na plataforma já há três semanas e conta com mais de 1,1 mil visualizações. Apesar do assunto sério, a americana também sabe levar com tranquilidade a situação, como no vídeo abaixo, em que aparece tentanto entender como cuidar dos pelos. 


Evolução

Os pelos começaram a crescer quanto Nova tinha por volta de 11 anos de idade. Foi quando um colega de classe tirou sarro desta característica, criando um trauma na ainda pré-adolescente. A partir deste momento, ela passou a raspar os pelos. Aos 16, foi diagnosticada com a síndrome do ovário policístico.

Leia também: Marca de produtos esportivos usa modelo plus size em campanha e é criticada

“Depois de 14 anos vivendo com vergonha e medo de julgamento, eu finalmente decidi começar a deixar meus pelos faciais crescerem naturalmente, começando em Novembro de 2017, para apoiar o No-Shave November”, diz seu perfil no Facebook. O maior objetivo de Nova, entretanto, é aumentar a consciência das pessoas em relação à síndrome do ovário policístico. “É bem provável que você conheça uma mulher que está sofrendo com isso em segredo”, afirma a jovem, já que o problema é bastante comum entre as mulheres.

Último dia de novembro

Apesar de ainda ter poucos seguidores nas redes sociais, a americana Nova já recebe apoio e dicas de algumas mulheres que também têm barba
Facebook/Nova the Bearded Babe/Reprodução
Apesar de ainda ter poucos seguidores nas redes sociais, a americana Nova já recebe apoio e dicas de algumas mulheres que também têm barba

Nessa sexta-feira (1º), Nova compartilhou uma foto do último dia do No-Shave November. Mas, se você pensa que ela pretende raspar novamente a barba após o término da campanha, está muito enganada. “Encerrando tudo isso com uma viagem ao barbeiro para deixar tudo certo. Vou deixar crescer!”, revela Nova.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.