Tamanho do texto

“Sempre tive aquele sentimento de que minha vida era pra ser na beira da praia, como a vida de uma sereia mesmo, mas nunca pensei que pudesse realmente vestir uma cauda”, afirma a adepta do sereismo Gabriela Pinto

O sonho de se tornar uma princesa faz parte da fantasia de muitas mulheres. Hoje em dia, além de fantasias e vestidos clássicos, é possível encontrar também a cauda de sereia dos seus sonhos, bem no estilo Ariel, que pode ser usada em piscinas ou até no mar. Pode parecer uma tendência de moda ou algo passageiro, mas as adeptas do “sereismo” acreditam que esse é um estilo de vida.

Leia também: Mulheres usam caudas e até matriculam-se em escola de sereia

Gabriela Pinto é adepta do sereismo e garante que é incrível usar uma cauda de sereia
Arquivo pessoal
Gabriela Pinto é adepta do sereismo e garante que é incrível usar uma cauda de sereia

Se transformar em uma sereia é algo que ganhou força nos últimos anos, mas o termo sereismo está se popularizando com a personagem Ritinha, interpretada pela atriz Isis Valverde, em “A força do querer”. Na novela, ela aparece em algumas cenas nadando com uma cauda de sereia .  

Entretanto, você há de concordar que a principal personagem que vem a mente quando se fala em sereia é a princesa de uma clássica animação da Disney. “Esse mundo lúdico começa na infância com o famoso conto de fadas " A Pequena Sereia ". A princesa Ariel se tornou a inspiração de muitas crianças e adultos. O desejo de se tornar uma sereia sempre existiu, mas agora isso é possível”, afirma Luana Schrappe, fundadora da Sirenita.

A empresária Gabriela Pinto é uma das provas de que esse sonho lúdico pode sim se tornar bem real. Ela descobriu o termo sereismo há pouco mais de quatro anos, mas garante que esse universo a fascina desde criança. Ela conta que toda vez que mergulhava, principalmente no mar, se lembrava da imagem de Ariel nadando em Atlantis e, para imitar a personagem, costumava nadar no estilo golfinho.

“Sempre tive aquele sentimento de que minha vida era pra ser na beira da praia, estilo a vida de uma sereia mesmo, mas nunca pensei que um dia eu pudesse realmente vestir uma cauda de sereia e sair ‘sereiando’ por ai”, conta Gabriela aos risos.

Transformação e cuidados

Com a novela, a busca pelos produtos que envolvem o tema aumentaram , mas para se transformar em uma sereia é preciso acessórios e também muito preparo. O principal item (e o mais atrativo) é a cauda , são diversas opções de cores e estilos. Além disso, outros itens podem ajudar a compor o visual e tornar a experiência ainda mais real, como colares de concha, presilhas, tiaras e pulseiras.

Bom dia!!! 🐬☀😊 #faltapouco #nature #backstage #aforçadoquerer #estréiasegunda @gshow

A post shared by isis valverde (@isisvalverde) on


Luana ressalta que, antes de colocar a cauda de sereia e se jogar na água, é fundamental e imprescindível saber nadar bem, principalmente o nado golfinho, já que, com a cauda, as pernas ficam presas dificultando a locomoção e a realização de outros tipos de nados.   

“Existem pré-requisitos importantes para a utilização das caudas, por exemplo, só as crianças acima de sete anos podem usar o acessório e com a supervisão de um adulto. E independentemente da idade, é importante escolher modelos com regulagem maleável, na qual dê para tirar os pés das nadadeiras de forma fácil em casos de emergência”, explica a especialista.

Fora isso, é indicado usar a cauda somente em lugares em que você consiga ficar em pé sem que a água ultrapasse a cabeça, o nadador também deve ter experiência e esse acessório não deve ser usado em mar aberto ou lugares que sejam perigosos.

Leia também: Sereias urbanas: o tema marítimo invadiu as ruas e faz o maior sucesso

Antes de colocar a cauda, Gabriela faz uma boa sessão de alongamentos e só depois começa a nadar. “Tenho facilidade em usar a cauda, pois na minha infância pratiquei muitas atividades físicas, principalmente a natação. Foram quatro anos praticando o esporte e competindo em um clube, fiquei em primeiro lugar nos quatro campeonatos regionais que participei. Por isso, quem não souber nadar não deve fazer o uso da cauda sem um devido acompanhamento”, aconselha.

Hobby ou profissão?

Virar uma sereia tornou-se o hobby para muita gente, mas Gabriela levou isso tão a sério que acabou tornando essa paixão a profissão dela. Em janeiro de 2016, a empresária abriu uma loja de frente para o mar e nesse momento surgiram várias ideias de como seria dali em diante. Como já tinha o costume de sempre comprar os artigos de sereia na mesma empresa, resolveu tentar uma parceria e trabalhar com o que tanto ama.

Gabriela conseguiu tornar o hobby em uma profissão
Arquivo pessoal
Gabriela conseguiu tornar o hobby em uma profissão


“De repente, eu vi um sonho ali prestes a se realizar, então mergulhei de cabeça – e cauda –neste novo empreendimento. Como o meu ponto é super privilegiado, comecei a perceber o potencial que tinha pra virar a única loja física de aluguel e vendas de cauda de sereia da região”, conta a empresária.                 

Por questões de segurança, as caudas que aluga podem ser usadas apenas em piscinas naturais e que tenham uma equipe de supervisão.  “Fico muito feliz por ter conseguido fazer de um hobby o meu trabalho. Só que resolvi focar não somente nas caudas, mas também no estilo de vida de sereia e agreguei produtos sereísticos na loja, como acessórios, fora as roupas com o tema praia.”         

Estilo de vida                 

Não é todo dia que você encontra uma sereia, então além de vender, Gabriela também usa, em algumas ocasiões, a cauda na praia e sempre chama muita atenção. “A primeira reação das pessoas é sempre de surpresa e em seguida dizem ‘posso tirar uma foto?’. As crianças ficam fascinadas e algumas chegam a chorar de emoção.”

Tem pessoas que podem achar isso estranho ou até infantil, mas a empresária afirma que se sente muito a vontade com a cauda e fica muito feliz por poder desfrutar da sensação de ser uma sereia.

via GIPHY


O amor pelo sereismo é tanto que Gabriela já ensina a filha Alice, de três anos, a como ser uma sereia. A pequena ainda não tem a idade indicada para usar a cauda, mas às vezes coloca o acessório com a supervisão dos pais. Sem dúvida, a empresária tornou a fascinação por sereias um estilo de vida.

Para todas as idades

Segundo Luana, a melhor parte é que todo esse encanto não ficou limitado as crianças, já que muitas mulheres adultas também sonham em se vestir como uma sereia. A imagem desse ser meio mulher meio peixe costuma ser associada a princesa Ariel , mas há lendas populares que dão um ar de sensualidade a essa personagem, como nas histórias em que as sereias encantavam os homens com a beleza e o canto para os levarem para o fundo do mar.

Leia também: Sereismo: dicas para adotar o visual de sereia e arrasar

“Existe todo um encanto que envolve o sereismo, algo que era um sonho, mas não era possível de ser realizado. Com a cauda de sereia, você não tem somente uma fantasia, mas sim uma forma de se sentir uma sereia de verdade, seja a princesa inocente ou a versão mais sensual”, finaliza Luana.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.