Tamanho do texto

A campanha alerta para o fato de que pessoas que publicam imagens sorrindo nem sempre estão completamente saudáveis e felizes

O número de mulheres que sofrem com doenças como depressão e ansiedade cresce cada vez mais. No entanto, nem sempre os sintomas são facilmente identificados e quem está ao redor da pessoa muitas vezes não percebe o que está acontecendo ali. Pensando nisso, a revista norte-americana "Women's Health" criou a hashtag "HowIReallyFelt" que significa "Como eu realmente me senti", em tradução livre. 

Leia também: Desafio de maquiagem faz pessoas reproduzirem transtornos mentais na pele

Jennifer, 33 anos, publicou uma imagem com a hashtag para revelar como realmente se sentir por trás da foto sorridente
undefined
Jennifer, 33 anos, publicou uma imagem com a hashtag para revelar como realmente se sentir por trás da foto sorridente

A campanha propõe que as mulheres publiquem fotos com a hashtag  no Instagram e descrevam como realmente estavam se sentindo quando o momento foi clicado. O objetivo é alertar e mostrar que nem sempre pessoas que compartilham fotos sorridentes estão realmente se sentindo bem. 

Ansiedade

Jennifer, 33 anos, publicou uma imagem usando uma camiseta afirmando que as pessoas devem ser gentis sempre. Na legenda original, ela diz:  "Vestindo esta camiseta para apoiar a ONG do meu amigo".

Apesar de estar sorrindo, a moça conta como realmente estava se sentindo: "Eu me sinto tão para baixo que quase chorei no supermercado hoje. Eu gostaria de ter estendido a bondade escrita na camiseta para mim mesma".

Solidão

Krystal, 29 anos, compartilhou uma imagem sorrindo em um provador de roupa. Na legenda original ela diz: "Às quartas-feiras vestimos rosa" (Em referência ao filme "Meninas Malvadas").

Apesar de aparentar felicidade, ela afirma que não estava se sentindo bem: "Meu amigo me levou para essa loja porque eu não saía de casa há dias. Eu realmente não sei o que está acontecendo e que dia é hoje".

Emocionalmente esgotada

Marilyn, 48 anos, publicou uma imagem de corpo inteiro sorrindo para a câmera e escreveu "Às vezes você precisa apenas sorrir, principalmente quando você está bonita!".

Mesmo aparentando estar de bom humor, Marilyn não se sentia nada bem: "Hoje é um dia difícil. Estou me sentindo triste, oprimida e emocionalmente esgotada tentando lidar com a morte do meu pai. Eu deveria ter ficado na cama".

Leia também: Como enfrentar uma crise de ansiedade

Ataque de pânico

Ko, 31 anos, compartilhou na rede uma imagem dançando na sala da própria casa e escreveu: "Você está preparada? Faça algo bom para você mesma!"

A moça dançante, porém, se sentia mal: "Eu me sinto abatida e sufocada. Então eu tentei dançar, mas tive um ataque de pânico". 

Tristeza

Marissa, 22 anos, publicou uma imagem brincando com seu cachorrinho e escreveu na legenda: "Às vezes são as pequenas coisas que trazem as grandes alegrias".

A jovem, porém, esclarece o que há por trás da foto bem humorada: "Eu gostaria de ter a metade da alegria deste filhote. Hoje eu cedo enquanto eu estava dirigindo, procurei lugares para bater com o carro. Minha vida parece tão esmagadora e eu simplesmente não consigo lidar com ela". 

Depressão

Rebecca, 36 anos, compartilhou um clique sorrindo, com um copo de bebida na mão e trajes de festa com a legenda: "Casamento do meu amigo de escola. Muito bom ver meus amigos mais velhos!"

Por trás do clique, Rebecca se sentia assim: "Depois disso, eu fugi da recepção para chorar no meu hotel porque de repente me senti deprimida sem saber o por quê". 

Leia também: Depressão é cada vez mais comum entre as mulheres

A hashtag revela que nem sempre pessoas sorridentes e animadas estão completamente saudáveis. Caso você se sinta como alguma das mulheres, procure um profissional da saúde.

    Leia tudo sobre: instagram
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.