Tamanho do texto

Assim como a infância, essa fase da vida merece uma atenção especial. Porém, é preciso cuidado para não tratar o idoso como uma criança

Os pais cuidam dos filhos por muito tempo e, quando chega a velhice, é a hora dos papéis se inverterem. Os idosos, assim como as crianças, precisam de cuidados especiais. Porém como saber se é preciso recorrer a um asilo, uma creche para idosos ou um centro-dia? Saiba mais sobre as diferenças entres esses lugares e os benefícios que oferecem.

Creche para idosos, asilo e centro-dia são opções para a terceira idade
Thinkstock Photos
Creche para idosos, asilo e centro-dia são opções para a terceira idade


O termo “creche para idosos” é o que mais vem se popularizando e refere-se a um local que acolhe os idosos em período integral ou parcial. O problema é que existem especialista que não concordam com o uso desse termo. “Creche é um termo complicado porque remete à criança e acaba infantilizando o idoso”, afirma a terapeuta ocupacional especialista em tratamento de idosos Marília Sanches.

+ Os benefícios de ter amigos idosos

“Muitos idosos lúcidos  vão para esses locais, e as famílias costumam repetir frases do tipo: ‘Meu pai vai para a creche’ e soa muito estranho”, diz a administradora de empresas, Mirian Shiba.

Centro-dia

Tanto Marília quanto Mirian acreditam que o termo mais indicado a se usar é centro-dia , indicando um lugar especializado em oferecer atividades ocupacionais para os idosos, com lazer e diversas ações para deixar quem está na terceira idade com a mente e o corpo ativos. As profissionais defendem a ideia de que infantilizar o adulto é uma forma de desrespeitar a história de vida dele. Portanto, a criança fica na creche e o idoso no centro-dia.

Asilo

 Diferente do centro-dia, o asilo é um local que abriga o idoso por um longo período de tempo, ou seja, ele mora no local . Segundo especialistas, levar um idoso para um lugar desses é indicado quando ele precisa de cuidados especiais e passa por tratamentos contínuos. Já no centro-dia, ele fica pode ficar no período da manhã, da tarde ou integral e no final do dia ele vai dormir em própria casa ou na casa da família.

Melhor opção

Mirian alerta que algumas doenças, como o Alzheimer , propiciam os familiares a tratarem os idosos como crianças. Marília também concorda com esse posicionamento e defende que o centro-dia é a melhor opção para quem não precisa de cuidados especiais. “A proposta de um centro-dia deve ser a de estimular quem está na terceira idade, é um local ideal para aquele idoso ou aquela idosa que são lúcidos, mas necessitam reforçar suas capacidades cognitivas”, comenta Marília. Se a atenção tiver de ser continua, o asilo pode ser a saída. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.