Tamanho do texto

"Não se esconda por ser gorda, não se diminua, não se limite! Se exercitar pela saúde é uma forma de amor próprio. Seu corpo merece esse carinho"

Nati Mota tem 33 anos, é profissional de educação física porque desde pequena sempre gostou de atividade física e, atualmente, pratica musculação e capoeira. Com essas características, porém, você pode ter formado em sua mente uma imagem de Nati diferente da que ela realmente tem. Fora dos padrões , ela pode ser considerada uma representante de pessoas gordas no mundo fitness .

Nati Mota teve vergonha de procurar emprego em empresas grandes, mas hoje é referência para pessoas gordas
Reprodução/Instagram/saudegg
Nati Mota teve vergonha de procurar emprego em empresas grandes, mas hoje é referência para pessoas gordas

Moradora do Rio de Janeiro, quando estava na escola Nati torcia para chegar o dia da educação física. Já as atividades na academia ela passou a se interessar quando começou a fazer dieta no "Vigilantes do Peso", um programa cujo objetivo é fazer pessoas gordas emagrecer.

"Eles incentivavam treinar na academia, e quando fiz 16 anos minha mãe me matriculou. Fazia várias aulas coletivas e musculação, amava! Consegui chegar na minha meta de peso, ganhei homenagem, fiquei muito feliz! Pouco tempo depois, um problema sério afetou muito meu emocional e voltei a engordar, mas a academia, nunca mais larguei!"

Além da musculação e capoeira, Nati também gostaria de praticar ioga e dança, mas fica complicado conciliar tudo com o trabalho, até porque a profissional não consegue trabalhar como uma personal dentro dos padrões.

Inspiração para pessoas gordas

Com seu trabalho, a professora Nati Mota consegue fazer com que pessoas gordas saiam do sedentarismo
Reprodução/Instagram/saudegg
Com seu trabalho, a professora Nati Mota consegue fazer com que pessoas gordas saiam do sedentarismo

Nati conta que quando se formou tinha vergonha de procurar emprego em academias grandes porque achava que as empresas a rejeitariam pelo peso. Já nas academias de médio e pequeno porte onde trabalhou, era cobrada pelos próprios alunos.

"Toda segunda me perguntavam se eu tinha conseguido manter a dieta no fim de semana. Tive alunos que treinavam comigo na musculação e quando decidiam treinar com um personal, em vez de me contratar, escolhiam o personal sarado. Uma vez uma aluna falou com o namorado bem alto pra eu ouvir: 'Personal tem de ser sarado, se ela não consegue ser, como vai me ajudar?'"

Leia também: Após ouvir que "não existe bailarina gorda", dançarina brilha ao lado de Anitta

"Já chorei muito, mas hoje em dia não ligo mais pra isso. Sei que sou boa no que faço e tenho minhas alunas que confiam em meu trabalho. Infelizmente são poucas porque a verdade é que ninguém quer personal gorda, por isso tive que abrir meu leque de opções de trabalho e atualmente também atuo em escolas."

Por outro lado, Nati consegue alcançar homens e mulheres que muitas vezes não se sentem confortáveis em um ambiente de academia por estarem fora de um padrão físico. "É maravilhoso porque me sinto valorizada, eles gostam do meu trabalho e fazem questão de estar comigo.

Saúde GG

Reprodução/Instagram/saudegg
"O exercício, além de manter minha saúde física em dia, também me ajuda muito com a saúde mental", afirma Nati

Em 23 de fevereiro deste ano, Nati lançou o "Saúde GG", uma página no Instagram com objetivo de mostrar às pessoas gordas que elas podem, sim, e até devem se exercitar e ocupar todos os espaços sem medo. Além disso, a profissional de educação física quer ainda mostrar para toda a população que pessoas gordas também podem ter saúde e ser ativas.

"Todo dia recebo carinho pelo 'Saúde GG'. Muitas pessoas vêm me agradecer porque se animaram e voltaram a se exercitar. Elas estão saindo do sedentarismo! Isso não tem preço para mim, só de pensar eu me emociono."

Para Nati, a atividade física representa sua própria vida. "O exercício, além de manter minha saúde física em dia, também me ajuda muito com a saúde mental. Sou ansiosa! Se por algum motivo eu não puder me exercitar por um longo período, fico desestruturada. Posso dizer que o exercício me equilibra e me faz mais feliz."

Para as pessoas gordas , Nati é direta: "Não se esconda por ser gorda(o), não se diminua, não se limite! Se exercitar pela saúde é uma forma de autocuidado, de amor próprio. Seu corpo merece esse carinho. Se ficar incomodada(o) em determinado ambiente, se ainda não conseguir encarar, procure outra forma de se mexer, mas não fique parada(o). Tenho certeza de que quando você encontrar o exercício que ama, será ativa(o) pra sempre!"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.