“Meu filho é muito pequeno e não vou assustá-lo mostrando a gravidade do coronavírus e todo o sofrimento que vêm ocorrendo no mundo”, é o que muitos pais e mães pensam. Mas, antes de  decidir “poupar” seu filho das más notícias , lembre-se que estamos falando do mundo real, de riscos reais. E, nesse caso, silêncio e o segredos não protegerão nossas crianças.

mãe conversando com filhos
Arquivo pessoal
Mesmo quando o assunto é complicado, é melhor falar com os filhos do que mascarar a realidade


Mas como falar com os filhos sobre um assunto tão delicado? Pra começo de conversa, é importante saber que os detalhes sobre a situação a qual estamos vivendo , com o coronavírus e todos o isolamento social no mundo, vai depender da idade de cada criança. Se seu filho é pequeno, menos de 4 ou 5 anos, o ideal é começar o assunto perguntando o que ele já sabe. Vá descobrindo até onde ele entende o que está acontecendo e fale sempre a verdade, claro que com as explicações respeitando a idade da criança.

Você não tem resposta para tudo? Bem-vinda ao mundo dos normais: ninguém tem. E tudo bem. Você não precisa ter todas as respostas . Sobre o que vai acontecer depois disso tudo, por exemplo, você pode dizer “nós não sabemos, mas acreditamos que...”.

O importante é que seu filho entenda o que está se passando e que ele tenha esse espaço para conversar e falar dos seus medos . Não precisa amenizar tudo, tá mãe? Não precisa dizer que essa pandemia não é nada de mais e que não precisa sentir medo. Explique que ter medo é normal e que até você também sente. A gente falou sobre isso no texto passado, não foi? Sobre falar dos seus sentimentos também para a criança. Isso ajuda na identificação dos sentimentos dele próprio.

Leia também: Desobediência, birras e gritos: entenda as reações de seu filho no isolamento

Você não está sozinha nessa, mamãe. Todas nós estamos no mesmo barco e dentro da mesma tempestade. Já está tudo bem difícil para crianças e adultos. Se o assunto sobre o isolamento social, a Covid-19 e tudo isso que estamos passando surgir – e é importante que surja – termine com um clima bom.

Depois de falar com os filhos , procure fazer alguma coisa divertida com as crianças. Isso vai ajudar a passar mais segurança e trazer a leveza tão necessária nesse momento. Para eles e para você.

    Veja Também

      Mostrar mais