Tamanho do texto

Universitários buscam serviço profissional para auxiliá-los na arrecadação e gestão de dinheiro para formatura

A formatura é, antes de tudo, a realização do sonho do diploma universitário para milhões de jovens e suas famílias, mas alguns cuidados são essenciais para que esse momento especial não se torne um verdadeiro pesadelo, por esse motivo, a fintech Keeper pode aumentar em 130% o faturamento em 2019.

Leia também: by Koji completa 7 anos e moderniza o espaço

Formatura
Divulgação
Formatura


Enxergando um nicho promissor, a  fintech especializada na gestão e arrecadação de fundos para formatura, nasceu com o propósito de transformar os sonhos de estudantes em realidade, facilitando todo o processo.

O CEO do Keeper, Caio Zenatti comenta sobre alguns pontos que parecem simples, mas ao longo do processo se torna uma verdadeira tormenta. “O processo de tomada de decisão, -o formato da festa, número de pessoas-, cobrança mensal dos valores, programação de um sistema de pagamento, gestão do processo financeiro, sem contar os imprevistos que surgem ao longo do caminho. Nós fazemos tudo isso, deixando o estudante se concentrar na Universidade”, diz.

Leia também: Confira entrevista com Hacker ético, que explica o que é Reputação Digital

Caio Zenatti, CEO do Keeper
Divulgação
Caio Zenatti, CEO do Keeper


Pesquisa realizada pela Radar FintechLab, aponta que o número de startups financeiras em operação, considerando os conceitos de fintechs propriamente dita e plataformas dedicadas à eficiência financeira, cresceu 23% em 2017, chegando ao final do primeiro semestre de 2018 com 453 startups.

Em 2015, eram 54 empresas desse nicho, em 2016 passou para 200 e em 2017 foram contabilizadas 369. Essas empresas estão criando formas de contratação e utilização dos serviços financeiros buscando preencher as lacunas dos bancos com variedade de soluções. Para tornar o serviço mais atrativo, geralmente as fintechs oferecem isenções de tarifas e serviços mais acessíveis e personalizados.

"Oferecemos soluções tradicionais do mercado financeiro como a emissão de boletos em conjunto com outras funcionalidades pensadas exclusivamente para atender as demandas dos nossos clientes, as comissões de formatura. Dentro da nossa plataforma é possível estimar os valores de adesão, assinar os contratos eletronicamente e disponibilizar outros produtos como rifas, camisetas e ingressos para festas a venda. E tudo isso é facilmente controlado por meio  dos relatórios disponíveis online da fintech “, completa Zenatti.

O Keeper soma uma carteira de 50 mil universitários guiados pela plataforma de forma segura e prática, resguardando-os de possíveis fraudes, falências e planejamentos inadequados de adesão junto às empresas do segmento de formatura tendo movimentado mais de R$ 430 milhões. Para 2019, a projeção é que a empresa fature 130% a mais do que 2018.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.