Tamanho do texto

Depois de mostrar pra vocês como é simples transformar uma peça através da customização, nossa colunista Cacá Filippini conta como usa a gola para transformar a camisetinha básica em uma peça mais elaborada e estilosa

Desde que entendi que não preciso ter um armário lotado de roupas e que posso mudar uma peça com apenas uma gola, minha vida ficou muito mais simples e passei a gastar muito menos sem perder o estilo. Ao contrário, passei a usar algo que me diferencia das demais e que agrega muito valor à minha produção.

Leia também: 6 dicas de como usar a basiquinha branca

Cacá Filippini cria produções diferenciadas com golas feitas por ela mesma
Claudio Paulino
Cacá Filippini cria produções diferenciadas com golas feitas por ela mesma

Muito mais simples do que você está pensando, a ideia é investir em peças básicas e lisas – o que ajuda na hora de combinar com uma gola , por exemplo –, das cores que mais se usa e que combinam com pelo menos cinco outras peças que tenho. 

O conceito é simples e aplico em tudo quando o assunto é moda: quando estou fazendo compras, só levo o item se resultar em pelo menos cinco diferentes produções, usando o que está em casa. Se eu não conseguir visualizar cinco  combinações , não levo! Só esse conceito já me permite controlar as compras por impulso, algo que já fez parte da minha vida.

Sustentar a minha casa e criar dois filhos me fez criar juízo no quesito compras, mas nem por isso me fez uma pessoa menos estilosa ou sem capricho nas minhas produções. O que aconteceu é que hoje uso muito mais a minha criatividade para compor o que chamamos de “look do dia”.

Com o advento dos maxi colares, comecei a usá-los com peças básicas para dar um ar de super produção, até o dia que vi em uma revista uma camiseta bordada na gola. E lá fui eu para o armarinho mais próximo de casa, comprar pérolas para reproduzir aquilo que havia visto. E não é que deu certo?

Daí então, foi um pulo até que eu fizesse minha primeira gola. Super simples e descomplicada, passou a ser uma grande aliada nos meus dias. Então, na matéria de hoje, mostro pra vocês como uma gola – ou o que chamo de “gola-colar” – pode fazer a diferença que você procura no seu guarda-roupa.

1. Gola-colar

Da série compra inteligente, um achadinho que já tenho há 6 anos
Arquivo pessoal
Da série compra inteligente, um achadinho que já tenho há 6 anos

Literalmente um maxi-colar que acompanha o formato da gola e que uso rente ao pescoço. Comprei esse maxi-colar em uma loja de departamento americana, paguei U$7,99 e, hoje, uso como se fosse uma gola, dando acabamento à basiquinha.

Leia também: Ao melhor estilo "acordei e saí", aprenda como usar o meio coque

2. Golas feitas por mim

Cacá Filippini usa uma gola que criou, através da reciclagem de bijouteria antiga
Arquivo pessoal
Cacá Filippini usa uma gola que criou, através da reciclagem de bijouteria antiga
Cacá Filippini usa uma das golas que ela mesma fez
Arquivo pessoal
Cacá Filippini usa uma das golas que ela mesma fez

Minhas queridinhas, tema do próximo D.I.Y. (Faça você mesmo) que estou preparando para vocês. Então, não vou falar muito por agora, mas, como vocês podem ver, faz toda a diferença no look final, não é mesmo? A preta foi resultado de um D.I.Y. com bijoux antiga. 

3. Gola em rendas

Presentinho de Cica Almeida que uso e abuso nas minhas produções
Arquivo pessoal
Presentinho de Cica Almeida que uso e abuso nas minhas produções

Uma queridinha que ganhei de uma estilista, que já foi incorporada às minhas produções e que tem feito o maior sucesso. Com essas ideias, agora você não precisa gastar rios de dinheiro, comprando blusas e blusas, e sofrendo com espaço para guardá-las.

Inspire-se na gola como um acessório e desfile com muito mais estilo por aí. E se você é como eu e muda a sua produção com apenas um item, conta pra gente marcando @portal_ig na sua publicação ou use a nossa hashtag #EstiloDescomplicado. E para continuar por dentro dessas dicas e acompanhar o especial de customização, volte aqui amanhã e acompanhe a minha coluna Estilo Descomplicado , aqui no Delas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.