Dona de uma personalidade forte e de trejeitos que a fazem única, Trisha Guimarães está à frente do perfil no instagram intitulado @acasacomoelae desde 2017. Diretamente de Belém para o mundo, com o seu “éguaaaaa” característico , Trisha compartilha dicas criativas e cheias de estilo, estimulando mulheres a resignificarem momentos em torno da mesa. 

Trisha Guimarães arrow-options
Divulgação
Trisha Guimarães

Leia também:  Regras de etiqueta e como receber bem: Beluquices entrevista Camila Costa

Bati um papo com ela sobre o " receber bem ". Confira:

O que é mesa posta para você?

Acho que mais do do etiqueta ou regras estar à mesa significa conectar.

Eu acredito realmente que a mesa é um lugar de conexões, celebração. E não falo apenas das datas especiais. Me refiro ao cotidiano, dia a dia.
Com a nossa eterna falta de tempo(rs) , sentar a mesa e fazer uma refeição ao lado dos seus é luxo.

Na sua opinião, o que é ser uma boa anfitriã? 

Ser anfitrião é realmente gostar de receber pessoas. Ter satisfação naquilo. Você deve chegar na casa da pessoa e ver que ela realmente fez aquilo pensando em você. Não importa se o menu é super chique ou simples, mas a maneira como aquilo é servido, colocado para você.

Eu acredito que receber bem está nos “detalhes”: servir um menu que todos gostem, lidar com imprevistos de maneira leve, fazer com que seu convidado se sinta parte daquele momento.

Leia também: Como receber bem em uma noite de pizza

A casa deve refletir o estilo dos donos e os objetos escolhidos para decorar são importantes para conferir essa identidade. Quais os objetos de decoração que tens em casa refletem o estilo “acasacomoelae”? 

ACCEE é da cor e ‘das coisas’, não tem jeito. Eu tenho quadros coloridos, paredes coloridas, banheiro amarelo ovo.  De objetos, meus quadros fazem sempre sucesso quando posto, além do meu tapete p&b, listrado. Um dia desses estava vendo uma entrevista do Maurício Arruda e ele dizia que até tentou ser minimalista, mas que não era o estilo dele. Acho que ACCEE é por aí. Rs 

Às vezes a gente quer colocar em casa algo que viu na revista, no Pinterest, mas aquilo não reflete nossa essência e a coisa simplesmente não funciona. dos convidados. 

O uso de papel kraft e lettering na decoração das mesas é uma forte característica sua. Como se sentes sabendo que você inspira mulheres a adotar uma postura criativa na decoração de festinhas e afins?

É uma surpresa dessas que me emocionam. Porque eu acho que criatividade é algo que se exercita, de verdade! Se até os gênios da criatividade foram aprimorando seus conhecimentos, porque nós já temos que fazer algo suntuoso logo de primeira?

Então eu falo sempre: comecem. Uma mesa de cada vez, uma combinação de prato por semana, um jantarzinho com o crush... e assim você vai arriscando, testando e se permitindo. O Kraft e o lettering te permitem várias possibilidades né? Eu posso escrever o que eu quiser na mesa e isso já proporciona um impacto pro meu convidado. Ninguém passa imune a um lettering.

Leia também: Qual o impacto do uso de celulares durante as refeições?

Qual o conselho que você daria para quem deseja trabalhar como influenciador(a) digital?

Antes de querer ser um influenciador, primeiro se pergunte: “O que eu tenho a oferecer? O que eu sei fazer super bem? ”Às vezes eu vejo pessoas que antes de terem em mente essas ideias claras, já se intitulam influenciadores e eu digo que não é por aí.

ACCEE parte do princípio fundamental que é a troca de informações. Quando faço um post tento colocar o maior número de informações para que quem me siga consiga fazer aquilo que estou mostrando ou se inspire de alguma forma. Não é “fazer por fazer, para dar close ou ganhar LIKE”, sabe? É fazer por prazer, por achar que aquilo ali pode fazer diferença na vida do outro e para o mercado que eu atuo. É um processo inverso. O like e você se tornar referência para seu público são consequência de um bom trabalho e não o contrário.


    Veja Também

      Mostrar mais