Uma louça com propósito é umas definições que podem ser atribuídas à coleção Amazônia, assinada pela famosa marca portugesa Vista Alegre, em parceria com a EcoArts, associação sem fins lucrativos que auxilia povos indígenas na Amazônia Brasileira.

Leia também: Artesanato feito por refugiados ganha destaque em feira de decoração

Participação da Vista Alegre em feiras internacionais do segmento de decoração, como a NY NOW em Nova Iorque.
Divulgação
A coleção inspirada na Amazônia tem mais de 70 peças produzidas em porcelana, faiança, grés, vidro e cristal

A colaboração entre a EcoArts e a Vista Alegre  , Casa Alegre e Bordallo Pinheiro (ou seja, todas as marcas do grupo) propocionou a criação de uma coleção de mais de 70 peças de louça em porcelana, faiança, grés, vidro e cristal, com estampas de pássaros, flores, sementes e as cores da Amazônia .

A inspiração para a elaboração das peças, que abrangem jogos de jantar, café, chá, copos e objetos decorativos, é atribuída às pinturas corporais e cocares de etnias índigenas como kayapó e tupi, bem como à obra “Viagens Philosophicas”, de Alexandre Rodrigues Ferreira.

O trabalho do naturalista brasileiro, produzido em 1783 a pedido da rainha D. Maria I de Portugal, inclui ilustrações belíssimas da fauna e da flora amazônica, retratando de forma marcante as belezas naturais do Brasil Colônia. Em função da fuga da família real para o Brasil, o material coletado e produzido pelo Alexandre Rodrigues foi disperso.

Leia também: Novidades do mercado de utilidades domésticas para o público infantil

Participação da Vista Alegre em feiras internacionais do segmento de decoração, como a NY NOW em Nova Iorque.
Divulgação
A coleção ganhou prêmios, como o Silver Prize Winner conferido pelo European Product Design Award

A escolha das empresas em utilizá-lo, portanto, tem o propósito de valorizar e perpetuar ilustrações carregadas de identidade e história. Os seus mapas e desenhos da fauna e da flora foram recuperados e combinados com as criações da EcoArts  , inspiradas na floresta de hoje. A coleção completa foi lançada no dia 16 de maio deste ano, no restaurante Casa da América Latina, em Lisboa, contando, inclusive, com a presença de representantes da tribo Caiapós.

Desde seu lançamento, a coleção tem colecionado prêmios, a exemplo do Silver Prize Winner conferido pelo European Product Design Award, sendo apresentada nas principais feiras do segmento de decoração e utilidades, como Maiso&Objet (Paris), NY NOW (Nova Iorque) e Abup (São Paulo).

Em entrevista concedida para o Norte Shopping, empreendimento português, Márcia Martins, co-fundadora da Ecoarts Amazônia, afirmou que “a Amazônia é a floresta mais famosa e a menos conhecida. Isto porque as pessoas olham de longe e não de perto. Toda a nossa coleção conta essa história de sementes, flores, fauna, flora. É uma biodiversidade tão rica que podíamos fazer ainda mais 50 coleções”.  

Leia também: De louças rústicas a urban jungle: tendências de decoração da ABCasa Fair

Merece elogios, também, a iniciativa das empresas em doar parte das receitas obtidas com esta coleção para a reflorestação da área Amazônica do Mato Grosso. Uma forma louvável de auxílio à preservação de tão importante patrimônio ambiental.

O que acharam da nova coleção? Comprariam a louça com propósito?

    Veja Também

      Mostrar mais