Dormir fora de casa pode trazer vários aprendizados para a criança
FreePik
Dormir fora de casa pode trazer vários aprendizados para a criança



A socialização infantil é tão importante quanto a socialização dos adultos. Ter amigos é parte do que o ser humano é, para as crianças as amizades trazem uma sensação de pertencimento e de encaixe social. Quando uma criança dorme na casa do amigo ela esta apta a perceber e assimilar muito do que a outra família tem a oferecer: 


 - Um ambiente diferente do que esta acostumado;

- Famílias com perfis que não tem as mesmas configurações da sua família;

- Regras diferentes;

- Hábitos da outra família;

- Conhecimento e inclusão de diferentes tipos de alimentos;

- Prática da autonomia.

Você viu?


Para que a criança possa dormir fora você tem que seguir alguns passos. Primeiro, tem que partir da criança o desejo de dormir na casa de um amigo, ela tem que querer. Segundo, a criança tem que ter o mínimo de independência, como se alimentar e ir ao banheiro sozinha. É importante que a criança que quer dormir fora,  saiba se comunicar e possa expressar suas vontades para que possa dizer não aquilo que não a deixe a vontade na casa do amigo.

Os pais devem estabelecer um relacionamento prévio com a família do amigo onde a criança quer ir dormir, conhecendo um pouco de como a família é, e se tem valores parecidos com os seus. Dormir fora de casa pode ser um aprendizado, para os filhos e para os pais. 

As mães não devem ser super protetoras e nem privar os filhos desse tipo de vivência. Algumas vezes as mães dizem que os filhos não querem ir, mas são elas que não querem deixar. Ter preocupações com o seu filho dormindo na casa de outra pessoa é normal, mas tendo um bom dialogo com a criança, de acordo com a idade, pode ajudar ambos os lados a se tranquilizarem.

Converse com o seu filho sobre abuso, de uma maneira própria para a idade dele, para que ele saiba o que é, e possa se defender. A criança tem que ter segurança do que esta acontecendo e se isso é certo ou errado. Esse assunto tem que ser abordado, mas sem chocar a criança, somente nos termos que ela compreende.

Se o seu filho, embora ja tenha sido convidado várias vezes, nunca quis dormir fora de casa, tente entender o porquê, quais são as preocupações dele. Pergunte a ele sobre situações que ele viveria na casa do amigo e como se sentiria em cada uma delas. 

É importante que a mãe saiba que nas primeiras vezes que ele dormir fora, as chances de acordar no meio da noite e ter que ir buscar o filho são enormes. Isso tem que ser dito para a criança também. A criança tem que saber que se por algum motivo, em qualquer momento, desistir da empreitada que é dormir fora, os pais irão apoia-lo e irão busca-lo na casa do amigo.


Quando a criança aceita um convite, vai dormir fora e liga no meio da noite pedindo para ir buscar, deixe claro para ela que isso não é um fracasso, reforce a ideia de que acontece muitas vezes e com muitas crianças. Isso ajudará a criança a tentar novamente até conseguir.

Todos os itens acima são variáveis de criança para criança. O consenso é que a partir dos 4 anos de idade algumas crianças já estão aptas a dormir esporadicamente fora de casa, mas na idade de 6 anos, a maioria já está pronta para isso. Seu filho pode estar dentro dessa margem ou precisar de um pouco mais de tempo. A sua colaboração nesse processo é dar segurança para que ele consiga conquistar a independência almejada.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários