Quando você encontra alguém que não vê faz tempo e então você vai descrever para essa pessoa como é o seu filho, você o descreve como ele é ou como você gostaria que ele fosse?

Leia também: Como falar da morte para o seu filho? Psicanalista explica

mãe e filho
shutterstock
Você conhece seu filho?

Desde o momento em que decidimos ter um filho começamos a criar expectativas de como ele será, características físicas primeiro, vai parecer com o pai ou com a mãe? Qual será a cor dos olhos, do cabelo, menino ou menina? e depois pensamos em características emocionais, vai ser chorão? Vai ser inquieto? Vai ser bonzinho?

As expectativas que criamos nem sempre são concretizadas após o nascimento e durante o crescimento desse filho, as características físicas são facilmente assimiladas porque são reais e imutáveis, mas as características mentais, a personalidade, aquilo que define o tipo de cidadão que o seu filho vai ser, o seu caráter, isso queremos e podemos alterar.

Mas devemos tentar alterar a personalidade dos nossos filhos? Crianças extrovertidas que as mães gostariam que fossem mais calmas, crianças tímidas que gostaríamos que fossem mais extrovertidas, esse pequeno exemplo pode ser tomado como base do que as mães tentam "alterar" em seus filhos.

Porém, antes de tentar "alterar" algo em seu filho que você julga incorreto, experimente tentar descobrir quem de fato o seu filho é. Crianças que parecem tímidas, ou muito extrovertidas, podem ter sido "rotuladas" assim, e ai passam a se comportar dessa maneira para fazer jus ao que se espera delas.

Quando a criança é bem pequena ela já demonstra a sua personalidade, briguenta, chorona, calma, confiável, bagunceira, rotineira, e muitas outras, mas a mãe tem que estar atenta para perceber o que é uma característica intrínseca da criança e o que é um comportamento que ocorre devido a algo que alterou o humor da criança momentaneamente, ou até consecutivamente.

Fique atenta, uma criança que parece bagunceira, pode somente estar sempre sendo super estimulada e, por isso, bagunça tudo que esta a sua frente, uma criança que parece tímida pode estar se sentindo insegura, ou pode ser que ela seja tímida mesmo.

É importante que os pais não deem um rotulo aos seus filhos, um rotulo que possa esconder o que eles realmente são. Evite usar as seguintes denominações:

  • Birrento
  • Bonzinho
  • Teimoso
  • Bagunceiro
  • Tímido
  • Chorão
  • Briguento


Leia também: Não aguento mais meus filhos em casa, devo me sentir culpada?

Classificar seu filho dessa maneira não será bom pra ele, e consequentemente, não será bom para você também, procure usar denominações positivas, que farão com que seu filho queira fazer jus a elas, diga que seu filho é bacana, inteligente, proativo. Conheça o seu filho, não o desmereça ou desclassifique, pontue sempre as boas características, isso sim pode fazer com que as "ruins" desapareçam.

    Veja Também

      Mostrar mais