Tamanho do texto

Na atração, as reformas parecem ser feitas rapidamente, mas, fora dela, não é bem assim que funciona; profissionais falam sobre o processo no Brasil

O programa Irmãos à Obra, dos gêmeos Jonathan e Drew Scott, faz sucesso em diversos países e desperta o desejo dos fãs por ilhas na cozinha, conceito aberto e muito mais. Recentemente, em um evento realizado pelo canal Discovery Home & Health, em São Paulo, eles falaram sobre os bastidores da atração e a verdade sobre o tempo de reforma das casas. 

Leia também: Quer reformar a casa? Confira 6 dicas dos Irmãos à Obra para não errar

Irmãos à Obra arrow-options
Divulgação/Discovery Home & Health
O programa Irmãos à Obra mostra que a reforma da casa pode ser rápida. Mas, afinal, como isso funciona no Brasil?

De acordo com Jonathan, eles selecionam de três a quatro cômodos para a reforma de sete semanas (um mês e meio) no programa e que, quando aceitam projetos por fora da atração televisiva, o tempo de trabalho fica mais extenso e gira em torno de seis a sete meses para que o trabalho seja completo.

Mas, como já sabemos, as construções nos Estados Unidos são a base de madeira e drywall, o que facilita e diminui o tempo de demolição e reconstrução. Mas e no Brasil? Com as casas e apartamentos de alvenaria, como funcionam as reformas? O Delas foi atrás de especialistas para esclarecer algumas questões sobre o tema. 

Para você que pensa em fazer uma reforma em casa, é importante partir das suas necessidades. Segundo a designer Marília Veiga, a organização é o início. “É importante ter um bom projeto que determine todas as mudanças, materiais, serviços e tudo mais que interesse para a obra em questão”, aponta.

Assim como os irmãos Scott falaram em suas dicas para reforma, leve em consideração a opinião de todos dentro de casa. Crianças e idosos precisam ser incluídos nos projetos da nova casa.

Leia também: Deu problema na reforma? Saiba como minimizar os danos

Se você mora em apartamento, sabe que não é possível modificar elementos de fachada, alterar janelas ou questões hidráulicas. Por esse motivo, a reforma nesse ambiente é mais restritiva e complicada. "As alterações hidráulicas que dependam de trocar vasos sanitários vão quase que 100% precisar da autorização do vizinho de baixo", destaca Cris.

Já nas casas, a imaginação pode ir um pouco mais longe. Marília lembra que é muito importante checar toda a documentação e projetos da edificação, principalmente no caso de construções muito antigas.

Quanto tempo, em média, dura uma reforma residencial no Brasil?

O tempo de duração de uma reforma residencial no Brasil é relativo. A arquiteta Cris Paola explica o porquê. “Depende do tamanho do imóvel, o que será feito e a verba para a reforma. Mas, normalmente uma média de três a seis meses, quando a meta não é derrubar tudo”. Quando o projeto é maior, o tempo pode se estender até dez meses. 

Se você assiste ao programa Irmãos à Obra , com certeza já viu as famílias serem pegas de surpresa por problemas no encanamento, mofos ou outros impecílios estruturais. Na vida real é da mesma forma e Cris Paola dá uma dica.  “A forma de manter o orçamento inicial [mesmo com os imprevistos] é alterar alguma especificação para que, mesmo com o imprevisto, o valor final da obra se mantenha”, afirma.

Investir em uma construtora especializada em reformas também é um tópico importante e que pode evitar dores de cabeça durante o trabalho. O cuidado com o material também é essencial para evitar o desperdício e a recompra dos insumos.

Quais são as etapas de uma reforma?

 Segundo a designer Marília Veiga, uma reforma residencial se dá em duas frentes. Primeiro, o planejamento e, depois, a entrada na obra. Confira os detalhes abaixo: 

Planejamento:

  1. Estudos (anteprojeto)
  2. Projeto Executivo
  3. Orçamentos
  4. Fechamento de pedidos 

Entrada na obra:

  1.  Demolição
  2.  Construção de novas paredes
  3. Infraestruturas necessárias, elétricas, hidráulicas, ar condicionado
  4. Instalação de revestimentos
  5. Execução de forro
  6. Instalação de iluminação
  7. Instalação de pedras, bancadas
  8. Instalação de Marcenaria
  9. Instalação de box e espelhos
  10. Pintura
  11. Limpeza de obra
  12. Cortinas, papel de parede, tecidos, cabeceiras, mobiliários etc
  13. Produção 

Como balancear sonho com orçamento?

Todo mundo tem uma ideia de casa na cabeça que, às vezes, não é possível ser reproduzida por questões de orçamento ou de estrutura. Por isso, uma conversa prévia entre arquiteto/designer é essencial para balancear os dois.

“Ter um briefing muito claro do sonho do cliente é fundamental. O nosso repertório é amplo sobre revestimentos, papel de parede, mobiliário, entre outros itens e, assim, o cliente pode escolher a melhor opção alinhado ao sonho e ao orçamento ”, explica Cris.

Como o programa Irmãos à Obra influencia nas reformas reais? 

Irmãos à Obra arrow-options
Divulgação/Discovery Home & Health
Os Irmãos à Obra mexem com o imaginário das pessoas, ma sé importante destacar que há diferenças dos EUA com o Brasil

Segundo Marília, o programa passa a ideia que uma reforma é algo muito rápido. "A forma de construção norte-americana é totalmente diferente da brasileira, o que interfere no tempo do processo. Por exemplo, nos Estados Unidos, quase tudo é drywall, diferente da nossa, que é alvenaria", destaca. 

Leia também: Está querendo fazer a reforma do seu apartamento? Confira o passo a passo

A profissional ainda destaca que outro exemplo que afeta a reforma é a fabricação de móveis sob medida, uma tendência vista por ela como muito forte na decoração brasileira. "Seja um móvel, uma marcenaria ou mesmo a reforma, tem um tempo maior para isso, além do cuidado de não sobrepor alguns serviços", pontua.

    Leia tudo sobre: casa