Qual importância você dá para a cadeira? Pensar nela como uma parte importante da  decoração da casa é essencial para um ambiente equilibrado e confortável. Isso porque, além de ser funcional, de uso diário e permanente, é um móvel social utilizado durante refeições e encontros com amigos ou família. 

“Quantos já ouviram/ disseram: ‘Puxa uma cadeira e senta’. Existe móvel mais social que esse? Acredito que não. Então nada mais justo que receber atenção especial na sua escolha”, explica o arquiteto Roberto Foltran.

Mas com tantas opções disponíveis no mercado fica difícil decidir qual a melhor – ainda mais quando acontece uma ótima promoção como a da Marabraz que oferece até 54% de desconto em cadeiras, poltronas e banquetas . Os principais pontos a serem levados em consideração antes da compra são conforto, design, material e composição do ambiente.

Quando o assunto é conforto atente-se às medidas. “O assento deve ter 45 cm de largura x 45 cm de profundidade, podendo variar dois centímetros para mais ou para menos. A altura do assento também deve estar a 45 cm do chão. O encosto deve ter 75 cm de altura. Essas medidas acomodam bem um adulto médio, de 1,75 metros de altura e cerca de 75 kg”, indica Foltran.

Esse modelo em acrílico vermelho possui personalidade, e compõe bem um conjunto mesa aparador em laca branca; móvel está com 48% de desconto no site da Marabraz
Divulgação
Esse modelo em acrílico vermelho possui personalidade, e compõe bem um conjunto mesa aparador em laca branca; móvel está com 48% de desconto no site da Marabraz


Já em relação ao material o local onde a cadeira ficará deve ser levado em conta. Foltran explica que “se a intenção é usar a cadeira na área de refeições da cozinha, no dia a dia, as de polipropileno ou metal com assento e encosto em plástico facilitam a limpeza - pano úmido com detergente mais pano seco já resolvem. Para ambientes mais formais como a sala de jantar, de uso nem sempre constante, aquelas com tecidos e couro sintético podem ser opção, mas nada impede uma composição com modelos diversos em polipropileno e madeira, até mesmo variando as cores”.

Estofadas em estilo patchwork são interessantes de se usar com uma base mais neutra - tons off white e madeira clara; móvel está com 52% de desconto no site da Marabraz
Divulgação
Estofadas em estilo patchwork são interessantes de se usar com uma base mais neutra - tons off white e madeira clara; móvel está com 52% de desconto no site da Marabraz


Você viu?

Para a boa composição do ambiente a dica é trabalhar com tom sobre tom ou contrastes. Por exemplo, um tampo de mesa mais escuro deve estar acompanhado de cadeiras em tons mais claros ou outros complementares.

O móvel é elegante e moderno, combina com uma luminária pendente metálica pintada de preto e uma mesa de tampo em madeira ou cor escura; está com  47% off na Marabraz
Divulgação
O móvel é elegante e moderno, combina com uma luminária pendente metálica pintada de preto e uma mesa de tampo em madeira ou cor escura; está com 47% off na Marabraz


Todos esses pontos juntos trazem uma característica específica para a decoração da casa. “As cadeiras estofadas podem dar um ar mais acolhedor e intimista, as de polipropileno e acrílico trazem um visual mais clean e moderno, especialmente as com pés metálicos e cores fortes.”

Outras opções

Além das cadeiras tradicionais, banquetas e poltronas têm sido muito utilizadas na decoração. As banquetas costumam ser utilizadas em áreas com espaços limitados e de refeições rápidas e informais, como cozinha e churrasqueiras. As poltronas são mais usadas na sala, ao lado do sofá.

Para escolher banquetas a dica de Foltran é buscar um elemento comum no ambiente para gerar coerência visual. O modelo pode ter encosto ou não, o que tem costuma ser mais confortável, mas ocupa mais espaço do que o que não tem. Assim, é importante analisar todo o ambiente e necessidade antes da compra.


Já para comprar poltronas, conforto e espaço precisam ser levados em conta. “Elas trazem muito estilo ao ambiente, mas possuem medidas generosas e deve haver uma preocupação com o espaço para circulação. Tome como base de circulação uma distância mínima de 60 cm entre a poltrona e outro móvel”, indica o arquiteto. A pedida certa é uma que apresente bom assento, encosto largo e apoios para os braços.

O mais importante na hora de decidir qual cadeira, banqueta ou poltrona comprar é não ter medo de ousar. “O pós-moderno e o contemporâneo trouxeram a possibilidade de combinações ilimitadas. Não vivemos em função do design, ele que nos deve servir. Assim, ousar nunca é demais”, afirma Foltran. Para ousar de forma segura conte com a ajuda de um arquiteto ou designer de interiores.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários