Negra Li fala sobre mudanças estéticas
Reprodução/Instagram
Negra Li fala sobre mudanças estéticas


Completando 25 anos de carreira, Negra Li comentou sobre as polêmicas que se envolveu ao  mudar os cabelos e o nariz. Em entrevista para Thiago Abravanel no 'Sai da Caixa', a artista falou sobre a carreira e pontos que se incomodou ao fazer procedimentos estéticos. 


Apesar de ser uma das primeiras artistas a aparecer de black power, teve uma época em que Negra Li apareceu com cabelos alisados. Em 2005, por um acidente no salão de beleza, a artista teve de alisar os fios. 

"Eu fazia relaxamento só para soltar os cachos. Em uma manutenção, meu cabeleireiro não estava, uma outra fez e errou a mão. Ficou aquilo nem liso, nem enrolado. Um outro [cabeleireiro] falou: 'Ou você alisa tudo, ou você corta'", disse. 

Você viu?

Ela contou que foi uma época diferente, porque "foi a época que mais recebi elogios na rua". A cantora afirmou que curtiu a fase com cabelos lisos, mas que a manutenção dava trabalho, fora as diversas críticas que recebeu, inclusive de uma famosa. 

"As pessoas achavam assim: 'alisou o cabelo, negou as raízes' e não é isso. Às vezes você alisa o cabelo porque você quer mudar", disse. No mesmo período, Negra Li fez uma cirurgia de desvio de septo e corrigiu um detalhe na ponta do nariz. 

"O que me incomodava era a ponta. Em 'Antônia' - série gravada por ela e exibida na TV Globo em 2006-, eu via o meu perfil na câmera, que não conseguia ver no espelho. Isso não quer dizer que é porque é negro ou branco, a ponta vai cair pela pessoa", lembrou.

Em 'Antônia', série da TV Globo em 2006, ela conta que via o perfil na câmera, mas não conseguia ver no espelho. "Isso não quer dizer que é porque é negro ou branco, a ponta vai cair pela pessoa", lembrou. Ela contou para Tiago que durante o procedimento, aproveitou e arrumou o que a incomodava. Com o acidente no cabelo e a correção no nariz, as críticas vieram e de pessoas que ela nem imaginava.

"Eu recebi o e-mail de uma atriz, famosa, negra e eu nunca respondi. Eu pensei 'vou dar uma oportunidade para ela se arrepender'", contou. Negra Li pontua que ela e outras mulheres negras sempre sofreram preconceitos, já que foram apontadas de forma indevida e que o julgamento partir de uma mulher na mesma situação a deixou revoltada. 

"Ela quis ser militante, ela quis falar (...) Cada uma faz o que quiser. Cada um sabe as delícias e as dificuldades de ser você. Tem que ter mais julgamentos, mais críticas, tem que saber o que acontece, melhor não falar", disse. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários