Por conta do isolamento social, diversas pessoas aproveitaram o tempo a mais em casa para se jogarem nos cuidados com a pele. Um dos passos essenciais para se ter uma pele bem cuidada é a esfoliação. 

mulher fazendo esfoliação
Freepik/reprodução
Na hora de fazer esfoliação, opte sempre por produtos indicados por dermatologistas e evite receitas caseiras.


Leia também:

Além disso, especialistas confirmam que as épocas mais frias do ano são o momento ideal para introduzir esse passo na sua rotina. “O esfoliante também torna a pele mais fina, macia e receptiva à hidratação, o que é muito importante no inverno, quando o tecido cutâneo tende a sofrer mais com o ressecamento”, conta a dermatologista Claudia Marçal.

Porém, existem alguns cuidados que devem ser tomados na hora de fazer esfoliação em casa. Primeiro é importante saber qual seu tipo de pele, pois pele muito secas e sensíveis podem não se beneficiar da esfoliação. Peles sensibilizadas pós-procedimentos estéticos ou uso de ácidos também não devem ser esfoliadas. 

“O primeiro cuidado é com relação a periodicidade. Uma pele mais oleosa precisa ser esfoliada duas vezes por semana. Na pele normal, o processo deve ser feito uma vez por semana, no máximo, para fazer a remoção das células mortas. Já a pele seca não necessita de esfoliação.”, explica Claudia.

Como fazer esfoliação em casa?

esfoliante
Pexels/Reprodução
Veja passo a passo de como esfoliar seu rosto em casa de maneira segura.


Para fazer qualquer procedimento no rosto, é essencial que sua pele esteja limpa. Ou seja, antes de qualquer coisa, lave bem seu rosto com um sabonete específico para sua pele. Depois, aplique o esfoliante e gentilmente faça movimentos circulares. Segundo a esteticista Ana Paula Bispo, que atende pelo GetNinjas, uma colher de chá do produto esfoliante costuma ser o suficiente.

“Depois de massagear o produto na pele, retire com água e aplique um tônico facial”, indica a esteticista. Outra dica valiosa é a de dar preferência para esfoliar o rosto no período da noite, pois assim você já aproveita para retirar a impurezas que acumularam ao longo do dia e não precisa expor sua pele sensibilizada ao sol.

Por fim, fique atento ao produto que está utilizando. Vale lembrar que esfoliações caseiras podem ser perigosas e é melhor se ater a produtos indicados por dermatologistas. “O ideal é que o esfoliante tenha partículas de pequeno ou médio tamanho, uniformes e de preferência de origem natural, como o rice exfoliator e as sementes de apricot”, recomenda Claudia Marçal.

“Vale a pena também procurar esfoliantes que contenham substâncias clareadoras, controladoras da oleosidade, moléculas hidratantes e anti-inflamatórias, dependendo da necessidade de sua pele”, finaliza a médica.

    Veja Também

      Mostrar mais