Você já ouviu falar do ácaro dos cílios? O demodex folicullorum é um parasita que se instala na região dos olhos quando não é feita uma higienização correta. Ele pode causar dor e incômodo e até evoluir para outros casos de doenças oculares.

Leia também: Como manter a pele hidratada em tempos de álcool gel?

cílios
Reprodução
O ácaro dos cílios se alimento do sebo do rosto

Mas como se prevenir do ácaro dos cílios ? Ou como descobrir se você está doente? O Dr. Jardis Volpe, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, explica que os ácaros são microorganismos comuns entre seres humanos, principalmente nos adultos.

“O demodex folliculorum é uma espécie de ácaro parasita que vive nos folículos capilares e glândulas sebáceas dos seres humanos. Eles são comumente encontrados na face humana e estão em maior quantidade em adultos. O sebo do rosto acaba servindo de alimento para o parasita. Além da face, o demodex tem grande prevalência nos cabelos, nas sobrancelhas e nos cílios”, diz.

Mas o que exatamente é esse sebo? Sabe quando passamos maquiagem e não retiramos antes de dormir? Esse hábito é um dos causadores dos alimentos para o ácaro dos cílios, mas não é o único.

“É importante controlar a produção do sebo e retirar o excesso de oleosidade do rosto e dos folículos capilares. É essencial retirar toda a maquiagem antes de dormir, além de evitar cosméticos, xampus e sabonetes que possuam produtos químicos que possam desequilibrar o pH da pele e do cabelo, o que pode levar a um quadro de excesso de oleosidade e, consequentemente, a proliferação desenfreada dos ácaros”, destaca o Dr. Jardis.

O acúmulo excessivo do aracnídeo pode causar a blefarite, uma inflamação não contagiosa das pálpebras, que pode estar relacionada à repetição de terçóis, conjuntivites, calázio e síndrome do olho seco.

“A blefarite tem como sintomas: coceiras ao redor das pálpebras, sensação de areia nos olhos e incomodo à luz. Algumas pessoas ainda relatam que é possível ter, à noite, a sensação de algo se movimentando na região do rosto. Nos casos mais graves, pode causar alterações palpebrais, pequenas cicatrizes e alterações nos cílios”, alerta o especialista. A blefarite também pode avançar e causar rosácea, que é uma doença de pele mais grave.

Como fazer a higienização correta da região dos cílios?

ácaro
shutterstock
A higienização do rosto evita oleosidade e acúmulo de ácaros, evitando assim o ácaro do cílios

Para evitar o ácaro dos cílios ou demais doenças na região dos olhos, a oftalmologista Lísia Aoki indica quais são os melhores cuidados de limpeza para o rosto.

“A limpeza dos cílios pode ser feita com produtos específicos ou comuns como xampu infantil. Os produtos específicos podem ser em forma de gel ou lenços umedecidos, eles vêm prontos para uso e tem fórmula suave para não irritar os olhos. Já o xampu infantil deve ser usado diluído para lavar os cílios. A limpeza é indicada em casos de uso de maquiagem na região dos olhos e para patologias oculares como a blefarite”, diz a profissional.

É importante lembrar que se você sentir os sintomas, procure um médico. “O ácaro dos cílios somente pode ser diagnosticado com auxílio de equipamentos com aumento da imagem. A lâmpada de fenda é um equipamento de exame oftalmológico que permite essa avaliação e, portanto, numa consulta oftalmológica de rotina é possível fazer esse diagnóstico. Já o cravo cutâneo é uma patologia dermatológica e melhor avaliada e tratada por dermatologistas”, comenta a Dr. Lísia.

Leia também: Spa na quarentena - aprenda 7 receitas de beleza caseiras

Além da limpeza dos cílios , o melhor tratamento para essas patologias é o uso de medicações antiparasitárias e tópicas como pomadas de antibióticos. 

    Leia tudo sobre: maquiagem

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários