A sua pele fica velha. Ok, isso pode até não ser novidade, mas segundo Flávia Addor, mestre em dermatologia, pós-graduada em Nutrologia, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), é possível "calcular" esse risco e medir os fatores que causam esse envelhecimento. 

Leia também: 5 sinais que mostram uma pele envelhecida antes do tempo e como evitá-los

mulher se olhando no espelho
shutterstock
Segundo especialista, o estilo de vida é um dos fatores, além da idade, que também influenciam no envelhecimento da pele

A especialista é criadora do SAILA® (Skin Aging in Longevity Assessment), software apoiado pela Mantecorp Skincare e voltado para profissionais da área, que usa inteligência artificial para cruzar dados da literatura médica com informações de pacientes. Assim, ele indica quais são os fatores de risco para problemas da pele, cabelo e unhas relacionados ao  envelhecimento .

“Não é apenas a exposição solar a vilã do envelhecimento, ou mesmo o câncer de pele, comum em pessoas de idade mais avançada”, destaca Flávia. Segundo ela, essa questão está também ligada ao estilo de vida e, pensando nisos, ela indica quais são as cinco principais causas para a sua pele ficar velha - às vezes até antes do esperado. 

Os cinco perfis: principais causas do envelhecimento

infográfico com as cinco causas do envelhecimento
Divulgação
Existem cinco fatores que são as principais causas do envelhecimento da pele. Eles estão ligados ao estilo de vida e cuidados


As informações abaixo funcionam como uma “calculadora de risco” e identificam os cinco perfis de risco do envelhecimento da pele com base no estilo de vida; confira:  

1. Oxidação

Conhecida como a grande vilã do envelhecimento, geralmente relacionada por exposição excessiva ao sol, estresse e tabagismo, “danificando” as células do corpo. 

 2. Glicação

Associada ao consumo excessivo de açúcares e diabetes mellitus. 

3. Processos inflamatórios

Esses processos podem ser queimaduras solares, acne grave e doenças autoimunes. 

4. Mutagenicidade

São os fenômenos que levam ao prejuízo da reparação celular e na síntese de colágeno como poluição e radiação.

5. Alterações metabólicas

Nesse caso incluem-se as doenças hormonais, sendo que a de maior relevância, quando falamos de envelhecimento, é a menopausa.

“O impacto de cada fator destes mecanismos é variado, mas nem sempre eles são identificados e abordados pelo médico. Em alguns casos, chegam a ser sinérgicos, ou seja, possuem ação simultânea, potencializando os danos”, explica a dermatologista.

Leia também: Cuidados com a pele: o que muda na rotina de beleza depois dos 50 anos?

Como acontece o processo de envelhecimento da pele?

Ao Delas , a especialista também faz uma explicação sobre como geralmente essa mudança na pele ocorre. "Primeiramente são as linhas de expressão que aparecem sobretudo ao redor dos olhos e boca. Manchas parecidas com sardas começam a aparecer nas áreas expostas", diz.

Segundo ela, é comum que isso aconteça por volta dos 30 anos de idade, mas pode acontecer de forma precoce para pessoas com um estilo de vida muito oxidativo, que passam por muitas situações de estresse, não seguem uma alimentação equilibrada ou fazem exercícios físicos de forma regular, e não usam protetor solar, por exemplo. 

" De modo geral, a pele reflete o estado de saúde, então se a saúde não estiver boa, a pele pode refletir problemas sistêmicos a aparentar mais idade do que a real. O ideal é procurar o médico especialista em pele, que é o dermatologista, porque ele conhece todos os sinais e sintomas e sabe as causas e tratamentos para todos eles", finaliza. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários