Tamanho do texto

Cremes e tratamentos podem ajudar a disfarçar os furinhos na pele, mas não funcionam sem uma mudança de hábitos alimentares e práticas de exercícios

Dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) indicam que a celulite afeta 9 a cada 10 mulheres que já passaram pela puberdade. Isso significa que ter furinhos ou marcas nas coxas, quadris ou nádegas é algo normal  para a maior parte das brasileiras — mas não são todas que ficam confortáveis com isso e muitas querem mesmo é eliminar celulite. 

celulite na coxa
shutterstock
Apesar de não existir apenas um método 100% eficiente para eliminar celulite, há formas de melhorar os furinhos na pele

Mas será que essas soluções para eliminar celulite existem? Segundo dermatologista Mônica Fialho, diretora da clínica Barraskin no Rio de Janeiro, afirma ao Delas que o que existe, na realidade, é uma combinação de formas que ajudam a diminuir a aparência dos furinhos. 

"Existem tratamentos que podem ser indicados, como por exemplo radiofrequência e ultrassom macrofocado", explica. Cremes anti-celulite , massagens e drenagens também ajudam, desde que estejam ligadas à mudanças de estilo de vida e sejam indicados por um médico. 

Com nome técnico de Lipodistrofia Ginóide, a celulite nada mais é do que um depósito de gordura sob a pele. “As 'ondulações' da pele aparecem quando há uma alteração causada pelo acúmulo de gordura, água e toxinas nas células, fazendo com que essas células fiquem cheias e endurecidas, deixando o local com desníveis e nódulos”, detalha a médica.

E apesar de não existir nenhum truque de mágica contra os temidos furinhos, existem dicas de tratamentos e produtos que combinados podem te ajudar a melhorá-los; confira: 

1. Ativos e cremes 

Se você está pensando em investir em creme anti-celulite, fique sabendo que só ele não vai te ajudar, já que age como coadjuvante ao tratamento. Assim, a recomendação é usar cosméticos que também sejam hidratantes para deixar a pele mais firme. 

"Eles são um importante aliado quando contém substâncias como: cafeína e lipocidina, que ajudam a reduzir inchaço e edema, coenzima Q10 para melhorar a textura da pele, ou centella asiática, que melhora a circulação do sangue, por exemplo", diz Mônica. 

Além disso, faça uma massagem enquanto estiver aplicando o creme para ajudar a absorção da pele e a circulação local.

2. Procedimentos estéticos

A dermatologista explica que existem várias opções de tratamentos estéticos oferecidos no mercado, mas que é preciso avaliar essas propostas com muito cuidado, já que, muitas vezes, os custos elevados são desproporcionais aos resultados possíveis.

“Entre tratamentos que podem ser recomendados estão a radiofrequência, que pode ser associada a radiação infravermelha, e o ultrassom macro focado. Se for possível realizar uma massagem ou drenagem manual periodicamente, o resultado pode ser melhor”, recomenda. 

Em todos esses casos, é importante consultar um especialista que saiba indicar o melhor tipo de procedimento de acordo com o grau de celulite e outras necessidades do seu corpo. 

3. Mudanças de estilo de vida

Porém, assim como no caso dos cremes e substâncias ativas, nenhum tratamento para  eliminar celulite funciona sozinho. É preciso repensar também outras questões que estão ligadas ao seu estilo de vida, como hábitos alimentares saudáveis e a  pratica de atividades físicas

Nesse último caso, a médica indica reduzir o consumo de açúcar e gorduras, tomar muita água e praticar exercícios aeróbicos ou musculação, que ajudam na redução da gordura corporal e  auxilia para a firmeza para a pele, respectivamente.