Tamanho do texto

Segundo especialistas, a técnica de co-wash pode trazer diversos benefícios aos fios, desde que seja feita de forma correta e com os produtos adequados

Você já ouviu algumas dicas sobre como fazer co-wash por aí? A técnica consiste em lavar os cabelos apenas com condicionador, sem usar qualquer tipo de shampoo. Essa ideia entra na mesma lógica dos  produtos leves , que possuem fórmulas com uma quantidade menor de componentes químicos, como alternativa para agredir menos o couro cabeludo e os fios. 

Aprender como fazer co-wash pode ser útil se você quer aderir à técnicas que agridem menos os fios e couro cabeludo
shutterstock
Aprender como fazer co-wash pode ser útil se você quer aderir à técnicas que agridem menos os fios e couro cabeludo

"A ideia é deixar os fios livres de sulfato, substância encontrada na maioria dos shampoos e que é responsável pela limpeza e espuma, mas também elimina o óleo natural e os lipídios do cabelo", explica a hairstylist Camila Gomes, do Jacques Janine Fashion Mall. Segundo ela,  como fazer co-wash  não é um segredo: basta substituir o shampoo pelo condicionador

Com a busca por jeitos mais naturais de cuidar da beleza e do bem-estar em alta, essa técnica está ficando bastante popular. O hairstylist Rafael Fagundes ensina um passo a passo de como fazer co-wash e não errar na hora ao aderir à lavagem sem shampoo ; confira abaixo: 

  1. Molhe os cabelos com água morna e massageie por alguns minutos;
  2. Retire o excesso de água;
  3. Passe o condicionador na raiz e em todo o comprimento até as pontas, massageando bem o couro cabeludo para ativar a circulação e fazer uma boa limpeza;
  4. Massageie de cima para baixo para limpar os fios com o condicionador;
  5. Deixe agir por alguns segundos;
  6. Enxágue, sem deixar excesso de condicionador nos cabelos.

Segundo o profissional, é extremamente importante massagear o couro cabeludo, porque esse é o jeito de conseguir eliminar um pouco da gordura do couro cabeludo. "Retirar o excesso de água dos fios também é essencial, porque muita água não deixa o condicionador penetrar. Além dessas etapas, lembre-se de não economizar produto, porque deve ser usado da mesma maneira que se usa normalmente o shampoo", diz Rafael.

A especialista do Jacques Janine Fashion Mall complementa que a lavagem nas pontas ainda pode ser reforçada com a aplicação de um segundo condicionador, desde que este seja mais concentrado e sem óleo mineral. 

Como fazer co-wash depende da escolha de produtos

Segundo especialistas, o jeito certo de como fazer co-wash depende do tipo de produto que você escolhe para lavar os fios
shutterstock
Segundo especialistas, o jeito certo de como fazer co-wash depende do tipo de produto que você escolhe para lavar os fios

Apesar da ideia ser, basicamente, substituir um produto pelo outro, a prática não é tão simples assim. De acordo com o cabeleireiro e visagista Rudi Werner, do Werner Coiffeur, o principal motivo disso é que para ser considerado "produto leve", o condicionador precisa ser isento de alguns componentes como: parafina, petrolatos e silicones insolúveis. "Esses ingredientes acabam grudando nos fios e só saem com sulfatos fortes", explica. 

O especialista afirma que a melhor forma de escolher os produtos certos é lendo os rótulos, prestando bastante atenção nos ingredientes e pesquisando. “Além de garantir que o produto seja livre dos ingredientes mencionados acima, escolha um condicionador que possua algum agente de limpeza na composição, como o derivado do coco, chamado ‘cocamidopropyl betaine’, que é responsável por produzir uma limpeza mais completa." 

Outra questão que pode influenciar na eficácia de como fazer co-wash é o tipo de cabelo. "Essa técnica é indicada pra cabelos quimicamente tratados, ressecados, com luzes, mechas, crespos e cacheados. Para quem possui fios tingidos e lava todos os dias, o ideal é que você intercale o co-wash com a lavagem convencional utilizando o shampoo. Isso faz com que a tinta dure mais tempo”, aconselha Rudi. 

Rafael também indica prestar bastante atenção caso você tenha uma  raiz muito oleosa . "Nesse caso, o ideal é usar shampoo próprio na raiz e o condicionador no comprimento, pois pode piorar a oleosidade e causar problemas no couro cabeludo. Outra coisa é evitar fazer o uso da técnica de co-wash quem tem alguma doença tipo seborreia."

Assim, você pode criar uma rotina do uso de co-wash e até, se necessário, intercalar a lavagem com shampoo. "A rotina pode ser feita a cada três ou quatro dias, seguindo o passo a passo corretamente, mas sempre recomendo a higienização com shampoo para evitar fungos e bactérias. Para isso, recomendo que os shampoos sejam livres de sulfatos", diz o especialista.

“Pesquise bastante para conhecer as opções que o mercado oferece e escolha os produtos que melhor se adéquam ao seu tipo de fio. Não há regras, vai depender de cada tipo de cabelo. Quem tem cabelo oleoso, por exemplo, deve se organizar e escolher quais dias da semana irá fazer a co-wash, já aquelas que tem os fios mais ressecados podem usar apenas condicionador para higienizar os cabelos em todas as lavagens", aconselha Camila Gomes. 

Co-wash pode beneficiar os cabelos?

Segundo especialistas, seguindo o passo a passo de como fazer co-wash pode ser bastante benéfico para os cabelos
shutterstock
Segundo especialistas, seguindo o passo a passo de como fazer co-wash pode ser bastante benéfico para os cabelos

O co-wash pode ser algo muito fácil de ser acrescentado à uma rotina de beleza e não é preciso, necessariamente, ser adepta de outras técnicas, como  "low poo" ou "no poo" , para começar a lavar os cabelos apenas com condicionador. "A técnica está diretamente ligada ao 'low poo' e ao 'no poo' e é praticado normalmente pelas pessoas adeptas à essas ideias. Mas, no geral, qualquer pessoa pode lavar os cabelos com condicionador", comenta Rudi. 

O "low" e o "no" significam pouca e nenhuma espuma, respectivamente, também dipensam alguns agentes químicos e apostam em fórmulas de composição mais leves. Assim como fazer co-wash, a proposta é diminuir os danos causados por produtos com ingredientes agressivos. 

Por seguir a premissa de abolir alguns componentes químicos, apostar só no condicionador pode ser benéfico. "A técnica é perfeita para manter a hidratação natural dos fios e protegê-los de danos e ressecamentos causados pelo shampoo. Também é muito indicada para quem está passando pela transição capilar, pois mantém os fios mais nutridos e hidratados”, explica Camila.

Segundo Rafael, se tornar adepto da prática pode fazer muito mais do que apenas evitar o ressecamento do cabelo, já que também ajuda a diminuir o frizz e deixar os cachos mais definidos. "O mais importante na hora de aprender como fazer co-wash é seguir o passo a passo e usar os produtos corretos. Desse jeito, não tem erro", finaliza. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.